Suspeito de matar ex-companheira e esconder corpo se apresenta à polícia - Polícia

Vers?o mobile

 
 

Dom Pedrito15/05/2019 | 21h32Atualizada em 15/05/2019 | 21h32

Suspeito de matar ex-companheira e esconder corpo se apresenta à polícia

Leopoldino de Lima Moraes estava com a prisão preventiva decretada pelo crime

Suspeito de matar ex-companheira e esconder corpo se apresenta à polícia Polícia Civil / Divulgação/Divulgação
Foto: Polícia Civil / Divulgação / Divulgação

O homem suspeito de matar a ex-companheira e esconder o corpo dela dentro de casa, em Dom Pedrito, na Campanha, se apresentou à Polícia Civil por volta das 18h desta quarta-feira (15).  Leopoldino de Lima Moraes, 49 anos, estava com a prisão preventiva decretada pelo crime

Leia mais
Corpo de mulher é encontrado enterrado dentro da casa do ex-companheiro em Dom Pedrito
Homem mata esposa e comete suicídio em Venâncio Aires
Preso suspeito de matar ex-companheira em Santa Maria

Segundo o delegado André Mendes, ele se apresentou acompanhado de um advogado e se reservou ao direito de permanecer em silêncio. Em seguida, Moraes será encaminhado ao sistema prisional. 

O corpo de Vera Lucia Severo Lemos, 31 anos, foi descoberto após um ano de investigação da Polícia Civil. No final da tarde de terça-feira (14), agentes cumpriram um mandado de busca na casa de Leopoldino.

No local, cães farejadores indicaram que o corpo dela estava sob um piso de cerâmica, que se diferenciava do restante da residência. Bombeiros, com apoio do Exército, escavaram camadas de concreto e cerâmica até a meia-noite, quando conseguiram localizar o cadáver — que foi retirado à 1h desta quarta-feira (15).

O delegado ainda disse que o local onde o corpo estava escondido já havia chamado atenção há cerca de um ano, quando policiais foram até a casa após receberem a informação sobre o desaparecimento da mulher. Segundo ele, a vítima foi vista pela última vez em Bagé, em abril do ano passado.

Apesar disso, familiares fizeram a ocorrência sobre o sumiço somente no início de julho. A polícia acredita que a demora ocorreu pelo fato de que eles não eram próximos e não mantinham muito contato.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros