Policiais localizam corpo degolado em porta-malas após perseguição a veículo em Porto Alegre - Polícia

Vers?o mobile

 
 

Violência19/06/2019 | 21h30Atualizada em 20/06/2019 | 10h00

Policiais localizam corpo degolado em porta-malas após perseguição a veículo em Porto Alegre

Homem apresentava corte profundo no pescoço. Para investigação, criminosos jogariam a vítima no Guaíba

Policiais localizam corpo degolado em porta-malas após perseguição a veículo em Porto Alegre Brigada Militar / Divulgação/Divulgação
Foto: Brigada Militar / Divulgação / Divulgação

O corpo de um homem foi encontrado pela Brigada Militar dentro de um Sandero no início da madrugada desta quarta-feira (19), em Porto Alegre. Segundo a polícia, houve perseguição após o veículo ser considerado suspeito de roubo.

Cinco homens estavam no carro e fugiram em alta velocidade após tentativa de abordagem da BM na Orla do Guaíba, nas proximidades da Rótula das Cuias. Os policiais militares suspeitaram que o carro era roubado. Teve início uma perseguição que envolveu três batalhões da BM na Capital: o 9º (Centro), o 1º (Zona Sul) e o 11º (Zona Norte).

A quadrilha fugiu por importantes vias, como a Ramiro Barcellos e a Cristóvão Colombo. Os criminosos só abandonaram o automóvel na Avenida Brasiliano Índio de Moraes, no bairro Passo D'Areia, na zona norte da Capital, após serem cercados por viaturas. O local fica distante 8 quilômetros de onde começou o acompanhamento policial.

O grupo ainda tentou fugir a pé, quando os policiais abriram fogo. Houve troca de tiros e um dos homens conseguiu fugir.

Leia mais
Como um iogurte ajudou a desvendar dois homicídios no interior do Rio Grande do Sul
Custódia de presos em viaturas interrompe passagem de pedestres em frente ao Palácio da Polícia
Polícia prende segundo suspeito de envolvimento em estupro de mulher desacordada em avenida de Porto Alegre

A polícia deteve três jovens, dois de 19 e um de 18 anos, e apreendeu um adolescente, de 17. Uma pistola e dez unidades munições também foram recolhidas. Todos os adultos têm registros na BM por roubos.

Em conversa com os agentes, um dos integrantes do grupo revelou a intenção de abandonar o corpo no Guaíba, conforme o delegado plantonista Leandro Bodóia. A vítima estava degolada — com um corte profundo no pescoço — e enrolada em um lençol. Havia sangue no porta-malas e até escorrendo para fora do veículo.

O caso, inicialmente, foi investigado pela 3ª Delegacia de Homicídios. Em avaliação inicial, os investigadores da unidade identificaram que o crime aconteceu em outra área da Capital. Por isso, o caso foi passado para a 1ª Delegacia de Homicídios — responsável por parte da Zona Leste, como o bairro Bom Jesus e Lomba do Pinheiro, e trechos da Zona Sul.

O delegado Guilherme Gerhardt declarou, no final da tarde desta quarta-feira, que a vítima foi identificada. O homem seria morador do bairro Glória e tem 33 anos. O seu nome ainda não foi revelado pela polícia já que a família ainda não foi informada.

A polícia diz que suspeita de mais um episódio envolvendo disputas entre facções ligadas ao tráfico de drogas. A hipótese ganhou força, segundo o delegado, após análise do passado da vítima.

Pistola foi apreendida pela Brigada MIlitarFoto: Brigada Militar / Divulgação


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros