Roubo de carro com bebê será investigado por delegacia especializada da Polícia Civil - Polícia

Vers?o mobile

 
 

Porto Alegre16/09/2019 | 17h08

Roubo de carro com bebê será investigado por delegacia especializada da Polícia Civil

Nova estratégia de repressão ao crime na Capital começa nesta segunda pelo Deic

Roubo de carro com bebê será investigado por delegacia especializada da Polícia Civil Ronaldo Bernardi / Agência RBS/Agência RBS
Delegacia de Repressão ao Furto e ao Roubo de veículos será responsável por apurar casos ocorridos em Porto Alegre Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS / Agência RBS

O I30 roubado com um bebê de oito meses sentado sobre uma cadeirinha no banco traseiro, na noite sexta-feira (13), na zona norte de Porto Alegre, será um dos primeiros casos a ser investigado pela Delegacia de Repressão aos Crimes de Roubo de Veículos (DRV).

A repartição é a unidade especializada no combate a este tipo de crime do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil.

Leia mais
Após ser levado por ladrões durante roubo de carro, bebê de oito meses é encontrado em Porto Alegre
"Me preocupei só em pegar o bebê, ele era o principal", conta vigia que resgatou criança levada durante assalto a carro
 "Foi o pior dia da minha vida", conta avó de bebê levado por ladrões em Porto Alegre

A nova estratégia começa a ser adotada a partir desta segunda-feira (16) com objetivo de reduzir, ainda mais, os índices de roubo de veículos na Capital. Até então, delegacias de bairros tinham a tarefa de apurar eventuais casos, enquanto a DRV se dedicava a reprimir crimes envolvendo quadrilhas organizadas. Entretanto, conforme a chefe da Polícia Civil, Nadine Anflor, estudos apontam que a maioria dos roubos é fruto de encomenda de quadrilheiros.

— Identificamos que quase todos roubos estão ligados a uma associação criminosa para desmanche ou clonagem — afirma.

Ela explica que o procedimento de comunicação do fato à Polícia Civil se mantém inalterado para a população. Ou seja, a vítima pode registrar o caso em qualquer delegacia. Em seguida, o boletim será repassado ao Deic.

O roubo do I30 teve participação de três criminosos, o que pode indicar envolvimento deles com algum bando ou quadrilha. O veículo foi abandonado no Morro Santana, distante sete quilômetros do local do assalto. O trio desistiu de ficar com o carro após ter sido perseguido por PMs por algumas quadras. Durante a fuga, os ladrões deixaram o bebê em frente a um prédio no Jardim Europa, distante menos de um quilômetro de onde ocorreu ocorreu o roubo.

A criança foi encontrada por um vigilante que alertou moradores da região. O inspetor da Polícia Civil Anderson Bandeira, 37 anos, lotado na Delegacia de Capturas do Deic, jantava na casa do pai quando soube do caso e socorreu o menino. Acompanhado da mulher, também policial, e do vigilante, ele entregou o bebê aos familiares que aguardavam pelas buscas no 11º Batalhão de Polícia Militar.

— Ficamos muito felizes ao ajudar a resolver o caso sem gerar trauma ainda maior. 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros