São Leopoldo investirá em alarmes para combater vandalismo, arrombamentos e invasões de prédios públicos - Polícia

Vers?o mobile

 
 

Vale do Sinos04/10/2019 | 21h03

São Leopoldo investirá em alarmes para combater vandalismo, arrombamentos e invasões de prédios públicos

Município anunciou investimento de R$ 560 mil em sistema de monitoramento

São Leopoldo investirá em alarmes para combater vandalismo, arrombamentos e invasões de prédios públicos Thales Ferreira / Prefeitura de São Leopoldo/Prefeitura de São Leopoldo
O prefeito Ary Vanazzy (esquerda) e o secretário de Segurança, Carlos Sant'Ana Foto: Thales Ferreira / Prefeitura de São Leopoldo / Prefeitura de São Leopoldo
GaúchaZH
GaúchaZH

Após uma série de arrombamentos, furtos, depredação e invasões de prédios, a prefeitura de São Leopoldo, no Vale do Sinos, anunciou, nesta manhã, medidas para combater a onda de delitos que assustou a comunidade leopoldense. Entre as principais ações apresentadas, estão investimento em alarmes, aumento do número de câmeras e expansão da atuação da Guarda Civil Municipal.

Leia mais
Postos de saúde atacados e escolas arrombadas: onda de crimes custa R$ 500 mil a São Leopoldo
Presos custodiados são transferidos, e rua em frente a delegacia é desbloqueada em São Leopoldo
Brigada usará três BMWs apreendidas de facção criminosa no Vale do Sinos

O prefeito Ary Vanazzi, acompanhado do titular da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Comunitária, secretario Carlos Sant'Ana, anunciou um pacote de medidas que incluem investimento em monitoramento. O responsável pela pasta da Segurança acredita que as ações inibiram os crimes.

— Nossa expectativa é que as ações qualifiquem a ação da GCM. Os alarmes estarão em todos os prédios públicos. A ideia é prevenir os atos, e caso não seja possível, que a guarda seja acionada rapidamente.

Veja as principais medidas anunciadas

1  –  Conclusão em 50 dias, da implantação do sistema de alarme nas escolas, rede de saúde e demais prédios públicos, ao Sistema Integrado de Monitoramento. O sistema já começou a ser montado no final de agosto e a expectativa do secretário de Segurança Pública, Carlos Sant'Ana, é de que o processo seja concluído até o final de novembro em cerca de 100 prédios públicos. 

O sistema será interligado à Central de Monitoramento da GCM, de onde os guardas já fazem o controle de dezenas de câmeras. Até agora, 25% dos dispositivos já foram instalados. O novo sistema garante resposta mais rápida da GCM no momento em que os prédios são invadidos, segundo o secretário. A expansão no número de câmeras também está prevista.

O investimento será de R$ 560 mil.

2 – Garantir a presença permanente da Guarda Civil Municipal em prédios públicos e espaços estratégicos. Segundo o secretário Sant'Ana, devido à impossibilidade de ter guardas em todos os prédios públicos do município, a GCM irá direcionar homens em prédios considerados públicos estratégicos, como a UPAs 24 horas, por exemplo.

3 - Ampliação da ronda noturna e ação ostensiva da Guarda Civil Municipal, com maior número de viaturas e efetivo em atuação. O horário da noite será o foco principal dos guardas.

— O aumento do efetivo no período da noite começa imediatamente. Aumentamos a cota de combustíveis em 60%, para maximizar o patrulhamento, além de organizarmos as escalas dos guardas focando no período da noite.

4- Centralização na Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Comunitária, dos Boletins de Ocorrências, efetivados pelas diversas unidades da Administração Pública, para melhor acompanhamento dos processos. Segundo Sant'Ana, cada secretaria já foi notificada de como proceder e ficará a cargo de cada uma fazer o procedimento de registro do fato.

— Essa centralização nos permite tabular informações, levantar dados, criar estratégias e direcionar os esforços, para mapearmos esses delitos  

5 -  Ampliação em 20% de câmeras de vigilância do Sistema Integrado de Monitoramento. Elas registrarão imagens 24h e serão instaladas em pontos considerados estratégicos por toda a cidade.

6-  Criação de um canal exclusivo para as denúncias. Uma conta no aplicativo de smartphones está funcionando a partir de hoje. Qualquer pessoa pode fazer a denúncia. O número é (51) 9933-83222 .

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros