Após ser assaltado, Conselho Tutelar em Canoas tem segurança reforçada - Polícia

Vers?o mobile

 
 

Região Metropolitana 21/11/2019 | 21h50Atualizada em 21/11/2019 | 21h51

Após ser assaltado, Conselho Tutelar em Canoas tem segurança reforçada

Cerca de 10 pessoas foram roubadas por um criminoso armado que invadiu o local na tarde de quarta-feira 

Após ser assaltado, Conselho Tutelar em Canoas tem segurança reforçada Lauro Alves/Agencia RBS
Conselho Tutelar fica no bairro Mathias Velho Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

Durou cerca de 10 minutos, mas para quem estava no Conselho Tutelar da Micorregião 4, no bairro Mathias Velho, em Canoas, o período pareceu uma eternidade. O local foi assaltado por um homem por volta das 13h30min de quarta-feira (20). No momento do ataque, cerca de 10 pessoas estavam na recepção. Eram adolescentes, crianças e idosos que aguardavam o atendimento de um dos quatro funcionários que prestavam serviço naquele horário. O criminoso bateu na porta e entrou anunciando o assalto. 

— Quando virei as costas, ele me pegou pelo braço e anunciou o assalto. Mandou as pessoas se deitarem no chão e começou a recolher os celulares — relata o conselheiro tutelar Lettiere Fontana. 

Leia mais
Jovem é morta com tiro na cabeça em assalto no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre
Mulher grávida morre e três ficam feridos após ataque a tiros em Porto Alegre

Segundo a vítima, o homem não tinha arma em punho e estava sem máscara. Ele aparentava ter cerca de 40 anos e estava bem nervoso no momento do ataque. 

— Era visível que não estava em sã consciência — descreve a conselheira Mariana Bonatto. 

Embora o criminoso tenha anunciado que só pretendia levar os pertences das vítimas, ele chegou a empurrar uma adolescente que não obedeceu a ordem de deitar no chão. Para tranquilizar o homem, Fontana tentou conversar com ele para que não houvesse agressões. Após recolher celulares e alianças, o homem fugiu com o carro do conselheiro. 

— Ele deixou claro que só queria o veículo para fugir. E foi o que aconteceu: o deixou na região — explica Fontana. 

De acordo o delegado Rafael Pereira, da 1ª DP de Canoas, responsável pela investigação, até a manhã desta quinta-feira (21), ninguém havia sido preso ou detido. Vítimas e testemunhas devem prestar depoimento na sexta-feira (22). 


Segurança 

Atuando como conselheiro no local desde agosto do ano passado, Fontana disse que a questão da segurança no local já havia sido discutida no conselho. No entanto, a preocupação maior era com integridade dos funcionários e pessoas que frequentam a sede. 

— A gente lida com casos problemáticos e fica à mercê de alguém que queira fazer em represália, por exemplo. 

Logo após a fuga do criminoso, Guarda Municipal e Brigada Militar foram acionadas. Foi registrada a ocorrência na Polícia Civil e a prefeitura garantiu reforço na segurança. Na manhã desta quinta-feia (21), um segurança foi colocado na porta do Conselho, que funciona normalmente. 

— Vamos continuar se ele (segurança) permanecer aqui. Eu tenho receio ainda — diz Mariana. 

A assessoria de comunicação da prefeitura afirma que esse foi o primeiro caso de assalto a um Conselho Tutelar do município. 






 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros