Preso sétimo suspeito de sequestro de empresário e funcionários na Serra - Polícia

Vers?o mobile

 
 

Seguem as buscas05/11/2019 | 09h02

Preso sétimo suspeito de sequestro de empresário e funcionários na Serra

Crime aconteceu na última sexta-feira, em Gramado; desde então, três confrontos foram registrados entre criminosos e policiais

Preso sétimo suspeito de sequestro de empresário e funcionários na Serra Tales Armiliato/Agência RBS
Após atropelarem dois policiais e troca de tiros ainda na sexta, bandidos abandonaram caminhonete com reféns dentro Foto: Tales Armiliato / Agência RBS

A Polícia Civil prendeu, no domingo (3), o sétimo suspeito de envolvimento no sequestro de um empresário e de dois funcionários dele em Gramado, na Serra, na última sexta-feira (1º). As buscas por um oitavo suspeito continuam.

A operação começou já no dia do crime e, desde então, foram registrados três confrontos. No primeiro deles, na noite de sexta, dois policiais foram atropelados pelos criminosos — um dos agentes segue internado em um hospital de Caxias do Sul.

Os primeiros suspeitos foram presos no sábado (2), em Taquara, quando um casal em um veículo foi abordado pela Polícia Civil. No momento da abordagem, o motorista tentou atropelar os agentes, que reagiram e atiraram contra o carro.

O homem foi baleado em um dos braços e levado ao hospital. A mulher que estava com ele foi presa.

Também no sábado, um homem foi preso em Gramado, na localidade de Várzea Grande, com duas pistolas calibre 9 milímetros. No mesmo local, duas mulheres foram detidas.

Já no final da tarde de domingo, um homem, que, segundo a polícia, iria resgatar fugitivos em um matagal, foi preso após confronto. No mesmo dia, um criminoso rendeu um casal em uma pousada em Gramado e fugiu com as vítimas em um carro. Ao se deparar com as viaturas da Brigada Militar, ele abandonou o carro com os reféns dentro e fugiu a pé. Este é o fugitivo que segue sendo procurado.

— Toda essa investigação iniciou-se há duas semanas, em Gramado, após o roubo à residência de uma empresária que possui negócios na Serra. A partir daí, começamos a monitorar essa quadrilha, que fez esse outro sequestro, de outro empresário — explica o chefe do Departamento de Polícia do Interior, da Polícia Civil, Joeberth Pinto Nunes, em entrevista ao programa Gaúcha Atualidade.

O delegado destaca que chama atenção o fato de que a maioria dos integrantes da quadrilha não tinha histórico de registro de crimes.

— O fato que me chama atenção é que os indivíduos que integram essa quadrilha, grande parte deles, não têm sequer um registro policial. Dois deles, que são irmãos, são empresários e possuem um grande negócio na região metropolitana de Porto Alegre. Ainda estão sendo feitas diligências a esse respeito. Outro integrante da quadrilha, que foi tentar resgatá-los, também é empresário e possui negócios na região da Serra — afirma.

Os nomes dos presos ainda não foram divulgados. Conforme Nunes, entre os integrantes da quadrilha estão moradores de Sapucaia do Sul e de Taquara. Os crimes pelos quais serão enquadrados de acordo com a participação de cada um, são tentativa de homicídio, associação criminosa, roubo majorado e porte ilegal de arma.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros