Investigado por sumiço de homem em local onde foram encontrados R$ 2 milhões é preso e foge da delegacia - Polícia

Vers?o mobile

 
 

Novo Hamburgo10/03/2020 | 08h04

Investigado por sumiço de homem em local onde foram encontrados R$ 2 milhões é preso e foge da delegacia

Na sexta, mulher e filha do suspeito foram detidas em imóvel

Investigado por sumiço de homem em local onde foram encontrados R$ 2 milhões é preso e foge da delegacia Divulgação/Brigada Militar
Mercedes que teria sido usada para transportar corpo foi encontrada incendiada no interior do município de Portão Foto: Divulgação / Brigada Militar
Leticia Mendes e Bruna Viesseri

bruna.viesseri@gruporbs.com.br

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, prendeu na tarde desta segunda-feira (9) o suspeito de envolvimento no desaparecimento de João Victor Friederich de Oliveira, 31 anos, em um apartamento no bairro Rio Branco. Entretanto, durante a noite, por volta das 22h40min, o homem fugiu da delegacia, que fica no centro da cidade.

O investigado foi preso em flagrante pelos policiais civis de Novo Hamburgo com dinheiro de diferentes nacionalidades, seis armas — sendo uma longa com silenciador e uma com a numeração raspada —, placas de veículos, celulares, relógios e computadores. O valor ainda não havia sido contabilizado até a publicação desta reportagem.

De acordo com o delegado Marcio Niederauer, titular da DHPP, o homem estava no corredor da delegacia, algemado em uma cadeira. Ele tinha acabado de conversar com o advogado de defesa e ainda não havia sido encaminhado para uma cela. Em seguida, seria interrogado, o que não aconteceu. 

O homem arrebentou parte do encosto da cadeira e fugiu. A delegacia está analisando as câmeras para saber quais foram as circunstâncias da fuga.

A Polícia Civil faz buscas pela região, com o apoio da Brigada Militar, para tentar localizar o suspeito. Até o fechamento desta reportagem, ele não foi localizado.

— É frustrante. Trabalhamos todo o final de semana e, em um momento de distração, ele acabou fugindo. Estávamos catalogando tudo o que foi encontrado no apartamento, como documentos, armas e dinheiro — disse Niederauer.

Na sexta-feira (6), a BM havia localizado no apartamento do bairro Rio Branco armas, mais de R$ 2 milhões em dinheiro e marcas de sangue. O homem é pai de uma adolescente de 16 anos e marido de uma mulher de 35 anos, detidas na semana passada, no imóvel.

A prisão

Segundo Niederauer, o suspeito que fugiu foi encontrado em estacionamento na área central de Novo Hamburgo. No momento em que foi abordado pelos agentes, ele se apresentou com nome falso e tentou intimidar os policiais, questionando se sabiam com quem estavam falando.

— Ele estava preparando um Mercedes para a fuga. A chave havia sido apreendida pela polícia no apartamento, na semana passada, então ele chamou um chaveiro para conseguir abrir o veículo. Foi preso junto com outro homem, que estava dando suporte para ele ainda na fuga — disse o delegado.

O outro homem — que permanece preso — chegou a apresentar documentos falsos aos policiais na abordagem. Os dois foram detidos em flagrante, mas, conforme o delegado, foi solicitada a prisão preventiva da dupla.

O pai da adolescente detida no apartamento na sexta-feira, que fugiu, foi identificado em câmeras de segurança do prédio onde a BM fez a apreensão. A polícia investiga a participação dele no sumiço de Oliveira. O caso é tratado como um possível assassinato. O outro homem que aparece nas imagens não é o mesmo que foi preso nesta segunda-feira. 

— Toda a cena leva a crer que se trata de um homicídio — afirmou Niederauer.

De acordo com a polícia, o suspeito no envolvimento do sumiço já havia sido preso por estelionato, em Santa Catarina, em 2016. 

O caso

Na sexta-feira (6), policiais militares foram até o apartamento após moradores ouvirem disparos de arma de fogo. Eles acabaram encontrando o dinheiro armazenado, além de seis armas. A apreensão levou à descoberta de que um homem havia desaparecido no local. No mesmo dia, foi realizada perícia no imóvel, onde foi constatado que havia presença de sangue.

Dinheiro e armas apreendidos em apartamento de Novo Hamburgo, no Vale do Sinos<!-- NICAID(14443075) -->
Material encontrado no apartamentoFoto: Soldado Carlos Zoch / Brigada Militar/Divulgação

Por meio de imagens de câmeras, a polícia descobriu que o pai da adolescente ingressou no prédio armado durante a madrugada, na companhia de outro homem. Na sequência, após moradores ouvirem os disparos, as câmeras flagraram os dois descendo até a garagem de elevador e transportando uma pessoa desfalecida, até o porta-malas de um veículo. Durante a ação, uma mulher cobre uma das câmeras com um cobertor.

No dia da apreensão realizada pela BM, a adolescente relatou aos policiais que o sangue dentro do apartamento era do namorado. Ela disse, no entanto, que ela atirou na perna dele, após ser agredida. Depois da briga, segundo o relato da jovem, Oliveira teria deixado o prédio por conta própria. Na Polícia Civil, mãe e filha optaram por permanecer em silêncio. A mulher teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e a adolescente foi internada.

O sumiço

Na noite de quinta-feira, Oliveira e a adolescente estiveram em uma festa em Novo Hamburgo. Depois disso, teriam seguido para o apartamento onde ela residia com os pais. Durante a madrugada, moradores ouviram uma discussão, portas batendo e disparos de arma de fogo. Quando a Brigada Militar chegou ao prédio, o namorado da adolescente não estava mais lá.

Na sexta-feira, segundo a BM, uma Mercedes que teria sido usada para transportar o corpo de Oliveira no porta-malas teria fugido de uma abordagem, no bairro Primavera, em Novo Hamburgo. Na manhã de domingo, a Mercedes preta vista nas imagens foi encontrada no interior do município de Portão. O veículo estava queimado, na Estrada do Luizinho, tinha placas clonadas e será periciado nos próximos dias.


Dinheiro

Além do desaparecimento de João Victor Friederich de Oliveira, considerado um possível homicídio, a polícia trabalha com outra frente da investigação: entender a origem do dinheiro e das armas apreendidas no prédio. Foram encontrados no imóvel R$ 328 mil e 388 mil dólares em notas, além de R$ 1,1 mil em moedas — num total de R$ 2,1 milhões, com base no valor de conversão da moeda estrangeira. Os valores e armas levantam suspeita de participação em uma organização criminosa e envolvimento em outros delitos, que estão sendo investigados.

Também foram apreendidas seis armas, munição, colete à prova de balas, notebook, coldres, algemas, pen drives, diversos documentos e um Corolla. Entre os materiais apreendidos no apartamento, estavam duas placas de veículos oficiais da Câmara dos Deputados, que também seriam falsificadas.


O desaparecido

Proprietário de uma empresa de consórcios de imóveis, em Novo Hamburgo, João Victor Friederich de Oliveira residia em Estância Velha, no bairro Lago Azul. Ele completaria 32 anos na próxima semana. Ele responde a processo por tráfico de drogas, após ter sido preso em flagrante em novembro de 2017.

Naquela ocasião, foram apreendidos no veículo dele, um Peugeot, frascos de lança-perfume e comprimidos de ecstasy. Na época, estava em liberdade condicional por outra condenação envolvendo um roubo a residência. Em maio de 2011, no bairro São Luís, em Portão, uma família teve a casa invadida por três criminosos armados. Foram roubados eletrônicos e um veículo, encontrado dias depois com Oliveira.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros