Polícia prende ex-companheiro de jovem resgatada de cativeiro em Viamão - Polícia

Versão mobile

 
 

Violência doméstica21/07/2020 | 09h37Atualizada em 21/07/2020 | 09h37

Polícia prende ex-companheiro de jovem resgatada de cativeiro em Viamão

Suspeito, de 20 anos, estava separado da vítima há algumas semanas. Os dois possuem uma filha de nove meses

Polícia prende ex-companheiro de jovem resgatada de cativeiro em Viamão Polícia Civil/Divulgação
Preso negou ter sequestrado a ex-companheira, mas admitiu ter agredido o namorado dela Foto: Polícia Civil / Divulgação
Leticia Mendes

O ex-companheiro da jovem mantida em cativeiro por cerca de 20 horas em Viamão, na Região Metropolitana, foi detido na tarde desta segunda-feira (20). Segundo a Polícia Civil, o suspeito, de 20 anos, teve prisão preventiva decretada pela Justiça. A vítima foi resgatada na noite de sábado (18) pelos policiais em uma casa no bairro Itapuã.

Segundo a delegada Jeiselaure Rocha de Souza,  o suspeito foi preso em Viamão. Ele estava separado da jovem há algumas semanas e é pai de uma bebê de nove meses.  Durante o depoimento, na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) do município, ele confessou ter agredido o namorado da vítima, mas disse que fez isso em legítima defesa. Ele alegou ainda que a mulher permaneceu com ele na casa por livre e espontânea vontade. O nome do preso não foi divulgado pela polícia.

Na noite de sexta-feira (17), ele teria invadido a casa onde a ex estava morando, armado com uma faca e um martelo. Ele teria agredido a ex-companheira, o namorado da jovem e a irmã dela, uma criança de seis anos. O homem e a menina precisaram receber atendimento médico.

Depois disso, segundo a polícia, ele arrastou a jovem por um matagal até uma casa nas proximidades. No trajeto, teria agredido a vítima e feito ameaças de morte para que ela não tentasse escapar.

Ele me levou para o mato, disse que ia me matar. Se entregasse ele para a polícia, ia matar minhas filhas, minha mãe relatou a vítima à polícia, em vídeo gravado logo após o resgate.

Os policiais passaram a monitorar o caso e descobriram o cativeiro na noite de sábado. A jovem estava sendo mantida em uma casa de dois cômodos. Um homem, que seria amigo do ex-companheiro e dono da moradia, foi preso por suspeita de ter colaborado com o sequestro e o cárcere privado.

Desde então, a polícia tentava localizar o ex-companheiro da mulher, que conseguiu escapar. Segundo a polícia, ele é descrito como uma pessoa agressiva e vinha ameaçando a ex. A jovem chegou a fazer registro por violência doméstica contra ele, mas depois disso os dois reataram a relação. No momento, ela não tinha medida protetiva contra ele.

Após ser resgatada, a vítima foi encaminhada para exames e atendimento psicológico. Ela e as duas filhas — ela também é mãe de uma menina de três anos, além da bebê — foram retiradas de casa e encaminhadas para um local seguro.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros