Policiais, bombeiros e mergulhadores fazem buscas por corpo de jovem de 18 anos desaparecida no norte do RS - Polícia

Versão mobile

 
 

Sem pistas15/07/2020 | 09h47Atualizada em 15/07/2020 | 09h47

Policiais, bombeiros e mergulhadores fazem buscas por corpo de jovem de 18 anos desaparecida no norte do RS

Açudes e propriedades rurais foram percorridos em Soledade e Fontoura Xavier

Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, com uma equipe de mergulhadores, fizeram buscas por Paula Perin Portes em dois municípios do norte do Estado nesta terça-feira (14). A jovem de 18 anos está desaparecida há 33 dias. Pela manhã, o trabalho se concentrou no interior de Fontoura Xavier e, à tarde, em Soledade. Nada foi localizado. À frente do caso, o delegado Márcio Marodin afirma ter todos os indicativos de que Paula foi morta. O caso é investigado como homicídio e ocultação de cadáver.

— Lamentamos por não ter encontrado o corpo dela e seguimos nas buscas do foragido —

A procura por Paula contou com equipes de bombeiros de Soledade, Passo Fundo e Porto Alegre. As buscas utilizaram cinco cães de faro, para localização de odor específico (quando a pessoa está viva) e de cadáveres. Os mergulhadores se concentraram em um açude com 800 metros de extensão localizado em uma propriedade rural de Fontoura Xavier. A polícia já havia feito buscas anteriores por Paula nas duas localidades. 

— Já tínhamos ido a este mesmo local com cães. Tínhamos uma informação, não confirmada pela polícia, de que o celular dela estaria ali. Foi uma insistência da família para que voltássemos ao lugar, eles achavam que ela poderia estar no açude onde já tínhamos procurado. E aí fizemos buscas lá para descartar qualquer possibilidade — afirmou o delegado.

Em Soledade, a polícia checou outras informações que recebeu a respeito do paradeiro de Paula, onde também nada foi localizado.

— Já que estávamos com equipe grande, também verificamos outros locais, mas não encontramos nenhum indício de que alguém pode ter sido deixado nestes locais — indicou Marodin.

Paula desapareceu na madrugada do dia 11 de junho após ir a uma casa onde encontraria Micael Willian Rossi Ortiz, 22 anos. Antes, ela estava em um jantar com amigos jogando cartas. Paula teria chegado no imóvel para o encontro com Ortiz às 23h40min do dia 10 e saído, carregada, à 1h30min do dia 11. 

Câmeras indicam que duas pessoas estavam na casa quando Paula chegou: o dono do imóvel e Ortiz, com quem a jovem havia combinado de se encontrar. Depois, segundo a polícia, mais três homens chegam na residência e ficam apenas 40 minutos. A polícia considera que no imóvel estavam cinco homens, além de Paula. Quatro deles teriam saído com a jovem carregada.

A localização de Ortiz é considerada fundamental pela polícia para se chegar ao paradeiro de Paula. O jovem está foragido desde 16 de junho. Os investigadores já fizeram buscas por ele em Caxias do Sul, Marau, Victor Graeff, Pouso Novo e Soledade. 

Nesta segunda-feira (13), dois suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Paula foram presos preventivamente por descumprimento de ordem judicial. A prisão foi solicitada pelo Ministério Público porque os investigados descumpriram a ordem que proibia que eles mantivessem qualquer tipo de contato entre si. No domingo (12), foram vistos juntos na casa de um deles, o que, no entendimento do MP, configura risco de interferência na produção das provas.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros