Justiça decreta prisão de suspeito de matar casal na zona norte de Porto Alegre - Polícia

Versão mobile

 
 

Duplo homicídio24/08/2020 | 08h15Atualizada em 24/08/2020 | 10h22

Justiça decreta prisão de suspeito de matar casal na zona norte de Porto Alegre

A suposta autora da encomenda das mortes também está presa e confessou o crime

Justiça decreta prisão de suspeito de matar casal na zona norte de Porto Alegre Arquivo pessoal/Arquivo pessoal
Gabriéli (foto) e o namorado foram assassinados mediante encomenda Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

A Justiça estadual decretou a prisão temporária de um homem suspeito de envolvimento no assassinato de Willian Dutra da Silva, 31 anos, e da namorada dele, Gabriéli Camargo de Miranda, 26 anos, na noite de 15 de julho, na zona norte de Porto Alegre.  

A Polícia já sabe que dois homens executaram o casal, que foi morto em uma sala de prostituição em um prédio comercial da Rua Tupi, no bairro Passo D'Areia. O crime teria sido encomendado por Mariana Castilhos Zakswicz. Ela admitiu que contratou as mortes, pois Silva havia agredido sua mãe em uma briga no dia anterior ao crime. A jovem está detida no Presídio Estadual Feminino Madre Pelletier e deve ser indiciada por duplo homicídio qualificado por motivo fútil e por impossibilitar defesa da vítima.

A pedido da Polícia Civil, um dos executores teve a prisão temporária decretada. O terceiro envolvido, outro homem, ainda precisa ser identificado.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros