Polícia e MP deflagram operação de combate a homicídios em Osório - Polícia

Versão mobile

 
 

Litoral Norte19/11/2020 | 12h40Atualizada em 19/11/2020 | 14h46

Polícia e MP deflagram operação de combate a homicídios em Osório

Ação apontou uso de adolescentes por parte de facções criminosas nas execuções

Polícia e MP deflagram operação de combate a homicídios em Osório Polícia Civil/Divulgação
Policiais civis cumpriram sete mandados de prisão preventiva e dois de internações provisórias de adolescentes Foto: Polícia Civil / Divulgação

A Polícia Civil, em conjunto com o Ministério Público (MP), deflagrou na manhã desta quinta-feira (19) a Operação Ponto Final, em Osório, no Litoral Norte. O objetivo é combater homicídios no município, mas também em outras cidades da região. Parte dos crimes foi cometida por adolescentes, sempre com o uso de armas de fogo, por isso também são apurados corrupção de menores e organização criminosa. Até as 9h, havia seis suspeitos presos e dois adolescentes apreendidos. 

As execuções foram motivadas pela disputa por pontos de drogas entre facções. A investigação policial teve início em março deste ano, a partir da identificação dos vários delitos apurados. Também foi confirmada a forma como as quadrilhas agiam: divisão de tarefas no tráfico de drogas e recrutamento de adolescentes para homicídios de rivais, o que gerou uma série de crimes com requintes de crueldade. Até novembro do ano passado, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado, Osório havia registrado sete homicídios e, no mesmo período deste ano, já são nove.

Aproximadamente 60 policiais cumpriram 13 mandados de busca e apreensão, sete mandados de prisão preventiva e dois de internações provisórias de adolescentes.

– Essa é a primeira etapa da ação policial, visando a estancar e a responsabilizar indivíduos envolvidos em crime contra a vida, com foco nas lideranças e seus afastamentos, com posterior descapitalização da organização criminosa – diz o delegado João Henrique Almeida, titular da Delegacia de Osório.

A ação contou com o apoio da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), Gabinete de Inteligência e Assuntos Estratégicos (GIE) e Divisão de Apoio Aéreo (DAA). 

Operação Ponto Final é deflagrada em Osório no combate a homicídios<!-- NICAID(14647361) -->
Além dos mandados de prisão, os cerca de 60 agentes também cumpriram 13 mandados de busca e apreensãoFoto: Polícia Civil / Divulgação


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros