Acusado de estuprar e matar menina Naiara irá a júri em Caxias do Sul nesta quarta-feira - Polícia

Versão mobile

 
 

Serra gaúcha01/12/2020 | 09h19Atualizada em 01/12/2020 | 09h19

Acusado de estuprar e matar menina Naiara irá a júri em Caxias do Sul nesta quarta-feira

Juliano Vieira Pimentel de Souza confessou ter violentado e assassinado a criança em 2018

Acusado de estuprar e matar menina Naiara irá a júri em Caxias do Sul nesta quarta-feira Porthus Junior/Agencia RBS
Naiara tinha sete anos e foi raptada pelo acusado quando ia para escola Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Um dos crimes de maior repercussão dos últimos anos em Caxias do Sul será julgado nesta quarta-feira (2). Juliano Vieira Pimental de Souza sentará no banco dos réus no tribunal do júri pelo estupro e assassinato de Naiara Soares Gomes, sete anos, no dia 9 de março de 2018. 

Na ocasião, a criança desapareceu no trajeto de casa até a Escola Municipal Renato João Cesa, no bairro Esplanada, onde estudava. Doze dias depois, Souza foi preso, confessou os crimes à Polícia Civil e indicou o local onde havia escondido o corpo da menina — um matagal perto da represa do Faxinal. 

Ele foi indiciado em 5 de abril e denunciado em 11 de maio daquele ano, pelos crimes de estupro de vulnerável duas vezes, homicídio triplamente qualificado (por asfixia, com recurso que dificultou a defesa da vítima e para assegurar a impunidade de outro crime), além da ocultação de cadáver. A juíza que à época conduzia o processo, Milene Froes Dal Bó, aceitou a denúncia.

O caso tramita em segredo de Justiça por se tratar de criança vítima de crime sexual.

Conforme determinação da Justiça, o júri ocorrerá a portas fechadas para público e imprensa. Apenas o magistrado, o réu e seus defensores, representantes do Ministério Público e da assistência de acusação e os jurados poderão ter acesso. O promotor de Justiça João Francisco Ckless Filho atuará em plenário representando a acusação.

Souza está isolado em uma cela da penitenciária de Canoas desde o dia 21 de março de 2018

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 02/08/2018. Primeira audiência do caso Naiara Soares Gomes, menina de sete anos que foi raptada, estuprada e morta quando seguia para a escola em Caxias do Sul. É a primeira vez que o réu Juliano Vieira Pimentel de Souza, 31 anos, retorna à cidade desde a prisão, no dia 21 de março. O autor confesso do crime está recolhido no isolamento de uma penitenciária da Região Metropolitana. (Diogo Sallaberry/Agência RBS)<!-- NICAID(13674736) -->
Souza está preso desde março de 2018Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros