Dois homens suspeitos de homicídio são presos com mais de 100 kg de maconha em Porto Alegre - Polícia

Versão mobile

 
 

Zona Leste13/01/2021 | 09h21Atualizada em 13/01/2021 | 09h21

Dois homens suspeitos de homicídio são presos com mais de 100 kg de maconha em Porto Alegre

Segundo a polícia, eles estariam relacionados à execução de Willian Nazario de Souza, no dia 8

Dois homens suspeitos de homicídio são presos com mais de 100 kg de maconha em Porto Alegre Divulgação / Polícia Civil/Polícia Civil
Apreensão e prisão foram feitas nesta terça-feira Foto: Divulgação / Polícia Civil / Polícia Civil

A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira (12), dois homens de 25 anos por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas no bairro Cascata, na zona leste de Porto Alegre. Os dois também são suspeitos de terem participados de um homicídio que ocorreu na última semana, na Capital. Seus nomes não foram divulgados pelas autoridades.

Na última sexta-feira (8), Willian Nazario de Souza foi morto na Rua Comendador Eduardo Secco, na Vila Ipe, quando criminosos que estavam em um veículo branco realizaram diversos disparos contra a vítima.

Nesta terça, a polícia localizou dois homens suspeitos do assassinato. Com eles, segundo a polícia, foram apreendidos 146 tijolos de maconha (que somam mais de 100 quilos da drogas), mais de 1,7 mil porções de crack embaladas para venda e uma pistola calibre .380 com numeração raspada. Conforme a polícia, é o mesmo calibre utilizado na execução de Willian.

Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia de Pronto Antendimento do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa, e ficarão a disposição do Poder Judiciário após encaminhamento ao sistema prisional.

O diretor da Divisão de Homicídios da Capital, delegado Eibert Moreira, reforçou que a prisão é decorrente de uma investigação que ocorre desde a morte de Willian.

— O fato é recente e houve uma investigação contínua desde o local do crime até a prisão dos suspeitos, que resultou também em uma grande apreensão de drogas. A investigação aponta que o homicídio ocorreu como tentativa de uma antiga facção retomar o tráfico de drogas na região, onde existe uma disputa — afirmou.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros