Polícia investiga sumiço de quatro doses da vacina contra a covid-19 em UBS de Caxias do Sul - Polícia

Versão mobile

 
 

Mistério21/02/2021 | 13h33Atualizada em 21/02/2021 | 13h33

Polícia investiga sumiço de quatro doses da vacina contra a covid-19 em UBS de Caxias do Sul

Caso foi registrado como furto, mas não foram informados suspeitos do possível crime

Polícia investiga sumiço de quatro doses da vacina contra a covid-19 em UBS de Caxias do Sul Marcelo Casagrande / Agencia RBS/Agencia RBS
Caso foi registrado como furto, mas não foram relatados suspeitos do possível crime Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS / Agencia RBS

A Polícia Civil de Caxias do Sul e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) investigam o sumiço de quatro doses da vacinas contra o coronavírus da Unidade Básica de Saúde (UBS) Rio Branco. A falta das doses foi percebida durante a conferência no último dia 12 de fevereiro. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) como um furto, contudo, não há suspeita de como o crime pode ter ocorrido.

Questionada pela reportagem do Pioneiro, a SMS emitiu um comunicado confirmando o sumiço das quatro doses (leia na íntegra abaixo). A prefeitura também abriu uma sindicância interna para apurar o ocorrido. As doses estavam na UBS Rio Branco para imunização de profissionais de saúde agendados.

O caso é investigado pela 2ª Delegacia de Polícia Civil, que, na manhã desta sexta-feira (19), informou que, por enquanto, não vai repassar informações sobre o caso. A ocorrência policial registrada apenas informa que "foi percebida a falta de quatro doses durante os procedimentos de rotina da equipe de vacinação".

O Ministério Público (MP) também foi informado pela SMS sobre o sumiço das quatro doses. Procurada pela reportagem, a 5ª Promotoria de Justiça Especializada respondeu que está acompanhando o caso junto à Secretaria Municipal de Saúde e que o expediente policial, quando concluído, deverá ser encaminhado às Promotorias de Justiça Criminais para análise.

A nota do MP aponta que não existe nenhum indicativo, até o momento, de que tenha havido negligência por parte do Poder Público, mas que, independentemente da apuração de que o fato possa ter sido criminoso, tendo havido o envolvimento de funcionário público, este poderá responder também pela prática de ato de improbidade administrativa.

Confira o comunicado da Secretaria Municipal de Saúde na íntegra:

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informa que, no dia 12 de fevereiro, os responsáveis pela Unidade Básica de Saúde (UBS) Rio Branco perceberam a falta de quatro doses de vacina contra o coronavírus. Na mesma data, a SMS registrou o caso no Plantão da Polícia Civil. O Ministério Público (MP) também foi informado, bem como foi aberta uma sindicância interna na SMS para apurar o caso. Como o procedimento administrativo e a investigação policial estão em fase inicial, e para não prejudicar a coleta de provas e informações, a pasta só se manifestará ao final dos trabalhos.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros