Guarda Municipal vai oferecer máscaras a pessoas flagradas sem o acessório de proteção em Porto Alegre - Polícia

Versão mobile

 
 

A partir desta terça22/03/2021 | 14h30Atualizada em 22/03/2021 | 14h31

Guarda Municipal vai oferecer máscaras a pessoas flagradas sem o acessório de proteção em Porto Alegre

Lote com 2 mil unidades será entregue pelo Gabinete da Primeira-Dama

Guarda Municipal vai oferecer máscaras a pessoas flagradas sem o acessório de proteção em Porto Alegre Éder Duarte / Gabinete da Primeira-Dama / Prefeitura Municipal de Porto Alegre/Gabinete da Primeira-Dama / Prefeitura Municipal de Porto Alegre
Máscaras foram doadas pelo Bar e Restaurante Pedrini e recebidas pelo Gabinete da Primeira-Dama Foto: Éder Duarte / Gabinete da Primeira-Dama / Prefeitura Municipal de Porto Alegre / Gabinete da Primeira-Dama / Prefeitura Municipal de Porto Alegre

A partir desta terça-feira (23), quem for flagrado circulando sem máscara em Porto Alegre receberá mais do que orientação. Para reforçar a importância do cumprimento da medida de prevenção à covid-19, a Guarda Municipal passará a oferecer o item de proteção durante as abordagens. 

No total, 2 mil unidades serão entregues na sede da Guarda na noite desta segunda-feira (22), às 19h. Elas fazem parte de uma leva de 70 mil máscaras reutilizáveis doadas pelo Bar e Restaurante Pedrini e recebidas pelo Gabinete da Primeira-Dama. 

— Temos feito a entrega junto a asilos, hospitais e entidades carentes. E aí veio a ideia de distribuí-las para a Guarda Municipal e fizemos o acerto. Estamos trabalhando com conscientização no combate a esse vírus horroroso e achamos que é uma atitude bastante eficaz. É uma ação muito simples, mas eficaz — diz a primeira-dama Valéria Leopoldino.

A ideia é que kits com cem máscaras sejam distribuídos a cerca de 20 viaturas em diferentes regiões — o número pode variar ao longo da semana. Toda vez que houver alguma abordagem e a pessoa estiver com o nariz e a boca desprotegidos, o agente fará a oferta do item de proteção. 

— Nas nossas rotinas, não vamos sair em busca de pessoas que não estejam fazendo o uso da máscara. Mas, quando houver abordagem e orientação, teremos agora a possibilidade de oferecer — explica o comandante em exercício, Franklin dos Santos Filho. 

Segundo ele, o número de pessoas que circula pelas ruas sem o item não corresponde à maior parte da população:

— Tem uma fração não muito grande (da população) que não faz uso da máscara. Dessas, a grande maioria acata a orientação. Normalmente, elas já têm a máscara e acabam usando. Raríssimos foram os casos em que a pessoa não tinha ou tinha e se negou. 

Lei estadual prevê detenção e multa de até R$ 2 mil para quem se negar a cobrir boca e nariz em locais públicos ou privados que sejam acessados pelo público, em ruas e no transporte público coletivo. No domingo (22), o prefeito Sebastião Melo afirmou que a prefeitura não buscará a multa, nem a condução à delegacia. 

— Toda vez que alguém não tiver uma máscara e for abordado, a Guarda Municipal vai oferecer uma máscara. Mas não vamos levar ninguém para a delegacia. Vamos oferecer máscara e, se a pessoa quiser pegar, vai pegar. (Não haverá) Nem cobrança de multa, nem delegacia. A democracia é um processo que acima de tudo tem que ter diálogo. Acho que não resolve levar para a delegacia ou aplicar multa — afirmou. 

Caso as 2 mil máscaras entregues à Guarda sejam distribuídas, o Gabinete da Primeira-Dama poderá disponibilizar mais itens para a ação. Empresários que quiserem doar itens de prevenção podem contatar o gabinete. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros