Polícia prende homem suspeito de extorquir empresário em Capela de Santana  - Polícia

Versão mobile

 
 

Vale do Caí06/03/2021 | 07h00Atualizada em 06/03/2021 | 07h00

Polícia prende homem suspeito de extorquir empresário em Capela de Santana 

Vítima chegou a repassar R$ 34 mil após ameaças de morte  

Polícia prende homem suspeito de extorquir empresário em Capela de Santana  Divulgação / Policia Civil/Policia Civil
Foram apreendos R$ 5mil em espécie e um celular Foto: Divulgação / Policia Civil / Policia Civil
GZH
GZH

A Polícia Civil prendeu preventivamente um homem de 20 anos suspeito de extorquir um empresário em Capela de Santana, no Vale do Caí. A prisão ocorreu nesta quinta-feira (5) no bairro Campina, em São Leopoldo. De acordo com a polícia, o suspeito teria enviado mensagens através de aplicativos de mensagens ameaçando a vítima, que é conhecida na cidade. No total, o empresário chegou a repassar para o suspeito R$ 34 mil.  

Leia mais
Como gaúcho condenado por matar milionário em Nova York viveu 18 anos foragido da Justiça
Carrefour pretende estender novo modelo de segurança das lojas de Porto Alegre para todo o país
"Pensei que estava brincando, quando botou a mão na arma vi que era verdade", diz idosa assaltada por ladrões que se passaram por equipe de vacinação

 Dentre o conteúdo das mensagens enviadas estariam vídeos com armas de fogo, incluindo metralhadoras, fotos da fachada da casa e da empresa da vítima e mensagens ameaçando matar a família. Segundo o delegado Alexandre Quintão, responsável pelo caso, as extorsões começaram no início de fevereiro: 

— Ele mandava fotos dizendo que ia metralhar a casa e degolar a família. A vítima chegou a fazer duas transferências no valor de R$ 4 mil e R$ 5 mil para contas de terceiros. Depois chegou a entregar R$ 25 mil em espécie.  Em uma das ocasiões a vítima conseguiu pegar as informações da placa do carro, o que possibilitou que a gente chegasse até o suspeito — destacou o delegado. 

Segundo Quintão, os próximos passos serão tentar identificar outros comparsas que tenham atuado no crime e também ouvir as pessoas titulares das contas onde os valores foram depositados.  

No momento da prisão, foram recuperados R$5 mil em espécie e também foi apreendido um celular. De acordo com o delegado, não há registros de outras vítimas em Capela de Santana.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros