Preso suspeito de abusar sexualmente de adolescente após assalto, extorsão e tortura a família em Viamão - Polícia

Versão mobile

 
 

Filha de empresário20/07/2021 | 07h00Atualizada em 20/07/2021 | 07h00

 Preso suspeito de abusar sexualmente de adolescente após assalto, extorsão e tortura a família em Viamão

Outros investigados já haviam sido detidos no começo do mês, durante operação da Polícia Civil. Crime foi comandado de dentro da Pasc

A Polícia Civil divulgou nesta segunda-feira (19) a prisão de mais um suspeito de integrar o grupo criminoso que invadiu a casa de um empresário de Viamão, em maio deste ano, durante assalto, extorsão e tortura a uma família. Os criminosos fugiram do local levando a filha do homem, uma adolescente de 13 anos, que só foi libertada após ter sido abusada sexualmente.

O homem que seria o responsável pelo abuso foi detido na última sexta-feira (16) em Viamão — o restante da quadrilha foi presa durante operação policial deflagrada no dia 6. Segundo a investigação, o crime foi comandado por meio de chamada de vídeo feita por um detento da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc).

Leia mais
Operação mira líder de facção por comandar, de dentro da Pasc, assalto e torturas a família em Viamão 
"Não tem como continuar morando lá", diz vítima de assalto com tortura, estupro e extorsão em Viamão
Uso de tecnologia e troca de informações: como as polícias gaúchas estão trabalhando no combate ao tráfico de drogas

A prisão desta sexta foi realizada pela equipe do delegado Júlio Fernandes Neto, da 2ª Delegacia de Polícia da cidade. De acordo com ele, a divulgação ocorreu somente nesta segunda-feira porque o investigado passou por identificação.

Durante a operação do início do mês, que cumpriu cinco mandados de prisão e 11 de busca, foi preso um homem em Viamão — pai de um dos integrantes do grupo — e uma mulher em Porto Alegre, que teria recebido valores da extorsão. O delegado Fernandes Neto diz que eles exigiram R$ 30 mil do empresário.

Também foram cumpridos mandados de prisão contra o sobrinho do empresário — apontado como um dos mandantes e que já estava detido no Presídio Central — e contra o líder do grupo, que já estava na Pasc, local de onde comandou todos os crimes. Um sexto envolvido foi morto logo após o fato, durante confronto com a Brigada Militar.

Ligados a facção da Capital

Fernandes Neto não divulga os nomes dos investigados, mas destaca que o crime, ocorrido no dia 17 de maio, foi elucidado e que todos os envolvidos integram uma facção que tem base na zona leste da Capital. Para ele, a ação — além de contar com informações privilegiadas, de quem conhecia a rotina das vítimas — foi uma forma de demonstração de poder por parte do grupo criminoso, que tenta dominar o tráfico na região e, para isso, intimida moradores.

Preso suspeito de abusar sexualmente de adolescente em Viamão <!-- NICAID(14838645) -->
Suspeito preso pela polícia em Viamão Foto: Polícia Civil / Divulgação

O crime teria sido motivado pelo fato de que o sobrinho do empresário teria uma dívida com os traficantes, por isso elaborou um plano para extorquir o familiar e pagar o que devia ao líder do grupo. A polícia tenta também conseguir elementos para embasar um pedido ao Judiciário para que o detento da Pasc seja encaminhado ao sistema penitenciário federal. Os crimes apontados são tortura, roubo, extorsão, estupro e associação criminosa qualificada.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros