Cirurgião plástico é preso em Porto Alegre suspeito de abusar de pacientes - Polícia

Versão mobile

 
 

Nove denúncias10/11/2021 | 07h00Atualizada em 10/11/2021 | 07h00

Cirurgião plástico é preso em Porto Alegre suspeito de abusar de pacientes

Médico também foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo

O cirurgião plástico Estevão José Rodrigues, 58 anos, foi preso preventivamente na tarde desta terça-feira (9), em Porto Alegre, suspeito de abusar de pelo menos nove mulheres. A ação, coordenada pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), cumpriu ainda dois mandados de busca e apreensão nos bairros Três Figueiras e Chácara das Pedras, na zona norte da Capital. 

De acordo com a delegada Jeiselaure de Souza, além das denúncias de importunação sexual, o homem matinha seu local de trabalho em péssimas condições. O médico também será autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. O advogado Rafael Alvim, que defende Rodrigues, disse que irá provar a inocência do cliente.

Leia mais
Polícia indicia médico Klaus Brodbeck por estupro e outros cinco crimes contra 21 mulheres
Mais de 40 mulheres já prestaram depoimento em investigação contra médico suspeito de abuso sexual

Durante a ação, foram apreendidos equipamentos eletrônicos, armas, documentos, medicamentos, lubrificantes íntimos, preservativos e outros objetos. Um dos pontos que a polícia também busca esclarecer é se os abusos ocorreriam com as vítimas inconscientes, já que foram encontrados medicamentos usados geralmente com esse fim.

Além disso, de acordo com a Polícia Civil, o consultório médico seria utilizado clandestinamente para a realização de procedimentos cirúrgicos sem equipamentos adequados ou autorização legal e fora dos padrões de higiene e saúde. Com pelo menos 30 anos de atuação, segundo a polícia, o médico também atuava em uma clínica em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, que não foi alvo da operação

O cirurgião plástico Estevão José Rodrigues, 58 anos, foi preso na tarde desta terça-feira (9), em Porto Alegre, suspeito de abusar de pelo menos nove pacientes. A ação, coordenada pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), cumpriu ainda dois mandados de busca e apreensão nos bairros Três Figueiras e Chácara das Pedras, na zona norte da Capital. <!-- NICAID(14936401) -->
Rodrigues foi preso preventivamente; defesa diz que irá provar inocênciaFoto: Guilherme Milman / Agencia RBS

A Vigilância Sanitária foi acionada e encontrou no consultório instrumentos enferrujados, medicamentos vencidos, lixo descartado de forma irregular e manchas de sangue em objetos e móveis. Também não haveria autoclave no consultório.

O Conselho Regional de Medicina do RS (Cremers) informou que abriu sindicância "para investigar a existência de ilícito ético no exercício da Medicina" após receber denúncia da Polícia Civil (veja nota abaixo).

Leia a íntegra da nota do Cremers

"Em relação às informações divulgadas pela imprensa sobre a detenção de cirurgião plástico por suspeita de abuso de pacientes, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio Grande do Sul (Cremers) informa que recebeu denúncia da Polícia Civil e abriu sindicância para investigar a existência de ilícito ético no exercício da Medicina.

Como sindicâncias e processos correm em sigilo, por conta dos trâmites determinados pelo Código de Processo Ético Profissional (Resolução CFM 2.145/2016), o Cremers fica impedido de fornecer mais informações para não incorrer qualquer nulidade aos processos em andamento."

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros