Trio é preso suspeito de apedrejar caminhões na BR-448 - Polícia

Versão mobile

 
 

Perigo na estrada01/12/2021 | 09h48Atualizada em 01/12/2021 | 09h49

Trio é preso suspeito de apedrejar caminhões na BR-448

Polícia Rodoviária Federal deteve grupo que tinha uma mulher foragida da Justiça, todos foram reconhecidos pelos motoristas

Trio é preso suspeito de apedrejar caminhões na BR-448 PRF / Divulgação/Divulgação
Dois dos suspeitos estavam embaixo da ponte estaiada na BR-448 Foto: PRF / Divulgação / Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu em flagrante na tarde desta terça-feira (30) dois homens e uma mulher suspeitos de apedrejarem veículos na BR-448, em Canoas. Eles teriam atacado dois caminhões.

De acordo com a PRF, por volta das 17h, foram feitas duas chamadas pelo telefone 191 relatando que o grupo estava atirando pedras em veículos na altura da ponte estaiada da rodovia, sentido Porto Alegre-Canoas. Com a descrição dos três suspeitos, os policiais foram ao local e fizeram buscas no trecho.

Um homem que caminhava na rodovia correu ao ver os policiais, segundo a PRF. Ele foi perseguido a pé e imobilizado pelos agentes. O suspeito, de 38 anos, tinha em seu nome 16 ocorrências por crimes como receptação, porte ilegal de arma, resistência, dano, tráfico e lesão corporal.

Logo em seguida, os policiais rodoviários encontraram um casal sob a ponte. Questionada sobre sua identidade, a mulher teria dado um nome falso. Após buscas no sistema, descobriu-se que ela estava foragida após romper a tornozeleira eletrônica enquanto cumpria pena no regime semiaberto.

Com 36 anos, a mulher tinha nove ocorrências por furto e seis por tráfico. O homem que estava com ela, de 30 anos, também tinha ocorrências por posse ilegal de arma, roubo e furto. A verificação dos antecedentes foi feita pela própria PRF.

Os dois motoristas dos caminhões atingidos reconheceram os três como os autores dos ataques. Os presos negaram os ataques e não deram explicação sobre o que faziam na BR-448. As vítimas não se machucaram, mas tiveram danos nos veículos. Os nomes dos detidos não foram divulgados pelas autoridades. 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros