Polícia apura motivação para assassinato de homem ao lado de Delegacia de Homicídios de Porto Alegre - Polícia

Versão mobile

 
 

Cerca de 30 tiros17/02/2022 | 07h00Atualizada em 17/02/2022 | 07h00

Polícia apura motivação para assassinato de homem ao lado de Delegacia de Homicídios de Porto Alegre

Outros dois homens ficaram feridos na ocorrência registrada na tarde de terça-feira

Polícia apura motivação para assassinato de homem ao lado de Delegacia de Homicídios de Porto Alegre Polícia Civil / Divulgação/Divulgação
Veículo foi atingido por cerca de 30 tiros Foto: Polícia Civil / Divulgação / Divulgação

A Polícia Civil investiga qual foi a motivação para o ataque que deixou um homem de 34 anos morto durante um tiroteio que ocorreu nas proximidades da 1ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DPHPP), no bairro Partenon, zona leste de Porto Alegre, na tarde de terça-feira (15). 

Outros dois homens ficaram feridos e foram encaminhados ao hospital. Um deles foi preso em flagrante após ser localizado na casa de saúde.

De acordo com a polícia, dois de três homens que estavam dentro de um Palio branco desembarcaram ao lado de uma Sportage, onde estava uma dupla que havia saído de uma residência. Foram efetuados cerca de 30 disparos. Um dos alvos morreu no local e o outro ficou ferido. Ele foi encaminhado ao hospital em estado grave, e segue internado.

Leia mais
Tiroteio deixa um morto e dois feridos perto da Delegacia de Homicídios, em Porto Alegre
Dois homens morrem em ataque a tiros em condomínio de Farroupilha
Investigação sobre morte de farmacêutico na Orla se encaminha para a fase final

No momento do tiroteio, um policial da delegacia, que retornava do intervalo de almoço, percebeu a ação e efetuou disparos contra o Palio. Os ocupantes do carro teriam reagido, segundo a polícia. Na troca de tiros, um deles foi baleado em uma das mãos e em uma perna. Ele foi deixado pelos companheiros na unidade de pronto atendimento (UPA) da Lomba do Pinheiro, também na zona leste da Capital. No final da tarde, o homem foi localizado pelas equipes e preso em flagrante. Segundo a polícia, ele não corre risco de morte. Os outros dois ocupantes do Palio fugiram.

Segundo a delegada Isadora Galian, titular da 1ª DPHPP, a polícia aguarda a conclusão de laudos e tenta identificar e localizar a dupla que fugiu para avançar na investigação:

— Ainda é prematuro afirmar a motivação. Sabemos que eles vieram para fazer uma execução. Mas não sabemos se dos dois homens, se apenas de um. O homem que morreu tem antecedentes, assim como o que foi preso. Mas o outro, que estava no Palio e foi socorrido ao hospital, não tinha.

Ainda segundo a delegada, o homem morto deveria se apresentar naquele dia às autoridades, pois aguardava a colocação de tornozeleira eletrônica. As equipes também confirmaram que o Palio usado na ação era roubado.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros