Entrega de refeição termina em confusão entre cliente e motoboy na zona leste de Porto Alegre - Polícia

Versão mobile

 
 

Morro Santana03/06/2022 | 21h37Atualizada em 03/06/2022 | 21h37

Entrega de refeição termina em confusão entre cliente e motoboy na zona leste de Porto Alegre

Brigada Militar precisou ser acionada após manifestação em frente a um condomínio

Entrega de refeição termina em confusão entre cliente e motoboy na zona leste de Porto Alegre Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Parte da agressão foi registrada por outro entregador Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
GZH
GZH

Uma discussão entre um cliente e um motoboy foi registrada em frente a um condomínio no bairro Morro Santana, na zona leste de Porto Alegre, no final da noite desta quinta-feira (2). Conforme o relato do entregador, a confusão começou após um morador do local reclamar de que ele não subiu até a porta do apartamento para deixar a comida.

O motoboy relata que estava esperando na portaria do prédio quando o homem desceu. O cliente teria xingado e agredido o entregador, alegando que o pedido sempre é entregue na porta da casa dele.

LEIA MAIS
Polícia investiga paulistas que fizeram médico refém e roubaram carro de luxo no aeroporto de Porto Alegre
Caso Bernardo: juiz nega pedido de Edelvânia Wirganovicz para usar tornozeleira eletrônica

Houve uma discussão entre eles. O motociclista alegou que não é obrigado a subir e que não quis deixar a moto com outros pedidos parada na rua.

— Ele veio, tomou o pedido da minha mão, me pegou pelo pescoço, me levantou, arrastou por uns dois metros, me deu mais uns dois ou três socos no peito, empurrões. Começou a me agredir verbalmente —  relata o entregador.

— Nisso, chegou um morador e separou. Tinha um motoboy ali na frente. Ele me ajudou, separaram o cara. Aí eu liguei para a polícia, fiz o boletim de ocorrência. Aí, estava calmo. Quando vi, começaram a chegar várias motos.

Dezenas de motoboys foram até o local e se manifestaram contra a ação do homem. Em vídeos encaminhados à reportagem de GZH, é possível ver os motociclistas em frente ao condomínio e um momento em que o cliente xinga e empurra o entregador.

A Brigada Militar foi acionada. Os dois envolvidos assinaram um termo circunstanciado no 20º Batalhão da Polícia Militar (BPM) da Capital.

Leia mais notícias do Diário Gaúcho   

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros