Família procura por mulher que está desaparecida há dois dias em Caxias do Sul - Polícia

Versão mobile

 
 

Em investigação05/08/2022 | 10h06Atualizada em 05/08/2022 | 10h06

Família procura por mulher que está desaparecida há dois dias em Caxias do Sul

Angélica Kornowski pediu para sair mais cedo do emprego porque estava passando mal, mas não chegou em casa

Família procura por mulher que está desaparecida há dois dias em Caxias do Sul Arquivo Pessoal / Divulgação/Divulgação
Angélica foi vista pela última vez na UPA Central na manhã desta quinta (4) Foto: Arquivo Pessoal / Divulgação / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Uma mulher está desaparecida desde o meio-dia de quarta-feira (3) em Caxias do Sul. Na última vez que foi vista, Angélica Kornowski, 28 anos, relatou, no seu trabalho em uma loja do Centro, que estava passando mal e pediu para sair mais cedo. Ela não chegou em casa, por isso os familiares acionaram a Polícia Civil. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa.

O pai, Sérgio Kornowski, diz que a última informação sobre a filha foi da chefe dela. Quando foi vista pela última vez, Angélica vestia roupas e tênis preto e estava com uma bolsa bege.

Nesta quinta-feira (4), o pai recebeu a informação de que a filha estava na UPA Central. Ele foi até o local e confirmou que Angélica passou a noite em atendimento, mas que ela optou por não contatar familiares e saiu sozinha ao receber alta médica. Angélica mora no bairro Forqueta com os pais. Ela tem dois filhos, que estão na casa do pai deles. Ela não contatou as crianças nos últimos dois dias, segundo os familiares.

 De acordo com o titular  da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Caxias do Sul, Caio Márcio Fernandes, o caso está sendo investigado: 

— Realizamos diligências de campo tentando identificar o paradeiro dela. Ocorre que geralmente adultos desaparecem por vontade própria e isso dificulta a localização. A princípio, não há qualquer indício de crime no contexto. 


Quem tiver informações sobre o paradeiro de Angélica pode procurar a Brigada Militar pelo 190 ou entrar em contato com Sérgio pelo (54) 99119-5727.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros