Ainda não sacou o valor das contas inativas do FGTS? Confira onde ir e os documentos necessários - Informações sobre finanças, guias e outras utilidades no Diário Gaúcho

Sem perda de tempo13/03/2017 | 11h43Atualizada em 13/03/2017 | 11h43

Ainda não sacou o valor das contas inativas do FGTS? Confira onde ir e os documentos necessários

Prazo de saque vai até 31 de julho

Ainda não sacou o valor das contas inativas do FGTS? Confira onde ir e os documentos necessários Gilmar de Souza/Agencia RBS
Foto: Gilmar de Souza / Agencia RBS

Trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até o fim de 2015 podem retirar o saldo total das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) desde sexta-feira passada. O prazo de retirada vai até 31 de julho. Após esta data, o trabalhador só poderá sacar o valor das contas inativas quando se aposentar, comprar moradia própria ou se enquadrar nas outras possibilidades de saque previstas nas regras do Fundo. 

Leia mais
Cuidados para não ser vítima de saidinha de banco ao sacar o FGTS
FGTS liberou R$ 3,8 bilhões no primeiro dia de saques

Nesta primeira etapa, recebem os trabalhadores nascidos nos meses de janeiro e fevereiro. Para evitar perda de tempo, veja quais documentos devem ser apresentados para retirar o dinheiro: 

Até R$ 1,5 mil

- Autoatendimento: o saque pode ser realizado somente com a senha do Cartão do Cidadão.

- Correspondentes Caixa Aqui e lotéricas: leve documento de identificação do trabalhador com foto, Cartão do Cidadão e senha.

Leia mais
Saiba como o Cartão do Cidadão pode facilitar os saques das contas inativas do FGTS
Tudo que você precisa saber sobre o saque das contas inativas do FGTS

Até R$ 3 mil

- Autoatendimento: para valores entre R$ 1.500,01 e R$ 3 mil, o saque pode ser realizado com o Cartão do Cidadão e senha.

- Correspondentes Caixa Aqui e lotéricas: documento de identificação do trabalhador com foto, Cartão do Cidadão e senha.

De R$ 3 mil a R$ 10 mil

- Agências da Caixa Federal: leve o número de inscrição do PIS/PASEP e documento de identificação do trabalhador.

Acima de R$ 10 mil

- Agências da Caixa: além do documento de identificação, é necessário apresentar Carteira de Trabalho ou documento que comprove a extinção do vínculo de trabalho.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros