"Pílula assassina" usada para emagrecimento faz Interpol emitir alerta em 190 países - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Saúde06/05/2015 | 18h01

"Pílula assassina" usada para emagrecimento faz Interpol emitir alerta em 190 países

Medicamento utilizado para emagrecer e para modelar o corpo já teria causado uma morte

"Pílula assassina" usada para emagrecimento faz Interpol emitir alerta em 190 países Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação

A Interpol emitiu um alerta global para 190 países sobre a 2,4-dinitrofenol, substância ilícita e potencialmente letal, utilizada em medicamentos para emagrecer ou para fazer o chamado "body-building" (para modelar o corpo). O alerta aponta a droga como uma "séria e iminente" ameaça para a segurança pública e surge dias após a morte de uma mulher na Grã-Bretanha.

Exercício não é a chave para combater a obesidade, dizem especialistas

A jovem Eloise Aimee Parry, 21 anos, comprou as pílulas para emagrecer em um site, e a suspeita é de que o remédio tivesse a substância na composição. Um homem na França ficou bastante doente após tomar o mesmo medicamento.

Segundo informação da Interpol, além de ser um princípio ativo ilegal, há outros riscos para a saúde. O remédio é feito em laboratórios clandestinos, sem seguir qualquer norma de higiene e sem especialistas em suas produções – o que ainda expõe os usuários ao risco de superdosagem.

10 dicas de limpeza e organização para as casas dos alérgicos

Testes com as pílulas ainda estão sendo realizados em parceria com a Wada, a agência mundial antidoping. A proibição da venda do dinitrofenol ocorreu em 1930. Até então, era usado normalmente pela população.

Leia todas as notícias do dia

Curta a página do jornal no Facebook

DIÁRIO GAÚCHO

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros