FOTOS: nos últimos dias de vida, cão acompanha dona no altar - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Emocionante19/09/2016 | 15h50Atualizada em 19/09/2016 | 16h02

FOTOS: nos últimos dias de vida, cão acompanha dona no altar

Enfrentando um tumor no cérebro desde o início do ano, o labrador Charlie Bear conseguiu participar do casamento da dona nos EUA

FOTOS: nos últimos dias de vida, cão acompanha dona no altar JenDz Photography / Facebook / Reprodução/Facebook / Reprodução
Foto: JenDz Photography / Facebook / Reprodução / Facebook / Reprodução
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

Mesmo debilitado e sem caminhar, o labrador Charlie Bear conseguiu acompanhar o casamento da dona, Kelly O¿Connell, realizado neste mês em Nova York nos Estados Unidos. Com 15 anos, o cão lutava desde o início do ano contra um tumor no cérebro e tinha poucos dias de vida pela frente.

Leia mais:
O cão com maior rabo, o gato mais comprido... Veja animais que estão no Livro dos Recordes
Carteiro "escreve" carta para deixar feliz cachorra que adora receber correspondências

As imagens que mostram o cão sendo levado até o altar pela irmã da noiva foram publicadas no Facebook do fotógrafo do casamento Jen Dziuvenis, que se emocionou com a história de amor entre a dona e o labrador. 

Foto: JenDz Photography / Facebook / Reprodução

"Não há rímel suficiente no mundo para esses momentos. Pessoas que gostam de cachorro são as melhores pessoas", disse na postagem que já recebeu 45 mil curtidas e foi compartilhada mais de 28 mil vezes. 

Segundo The Washington Post, Charlie estava dentro de um carrinho de compras e tinha apenas três meses de vida quando Kelly, que é veterinária e tinha 19 anos, o encontrou. Após ser adotado, o labrador passou a fazer parte de todos os momentos da vida de Kelly. No entanto, ela achou que ele não resistiria para assistir ela dizer o sim ao também veterinário James Garvin.

Foto: JenDz Photography / Facebook / Reprodução

Ao jornal, Kelly contou que, uma semana antes do casamento, ela chegou pesquisar locais para realizar a eutanásia no animal, pois ele estava tendo muitas convulsões. Mas perto da data da cerimônia, Charlie ficou melhor.

– Do nada, ele melhorou. Foi como se tivesse dito: 'Eu quero ver isso (o casamento)'", contou Kelly.

O cão acompanhou toda a cerimônia deitado ao lado da noiva. Dias após a cerimônia, ele teve uma piora em seu estado de saúde e foi sacrificado. 

Foto: JenDz Photography / Facebook / Reprodução

Leia as últimas notícias do dia 


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • maurosergiord

    maurosergiord

    MAURO SERGIOALÉM DE ÁGUA, E COMIDA, USE OS VEÍCULOS DE QUE DISPOEM, E ABRACE A CAUSA - DEUS TE COMPENSARÁ.. https://t.co/yXsp9NCJeW via @diario_gauchohá 1 horaRetweet
  • maurosergiord

    maurosergiord

    MAURO SERGIOO MANUEL SOARES, SEGUNDO ELE, TENTOU DAR ÁGUA E COMIDA À CACHORRINHA, PARABÉNS. TENTE OUTRA VEZ. https://t.co/yXsp9NCJeW via @diario_gauchohá 2 horas Retweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros