Esgoto sobe pelos ralos em dias de chuva e inunda casas em Alvorada - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu Problema é Nosso07/11/2016 | 07h30Atualizada em 07/11/2016 | 07h30

Esgoto sobe pelos ralos em dias de chuva e inunda casas em Alvorada

Para limpar sujeira e tirar o mau cheiro, moradores deixam de ir ao trabalho

Esgoto sobe pelos ralos em dias de chuva e inunda casas em Alvorada Leitor DG / Arquivo pessoal/Arquivo pessoal
Sala de Rafael Silva Santos quando o esgoto invade a casa Foto: Leitor DG / Arquivo pessoal / Arquivo pessoal
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

Antes que a chuva caia em Alvorada, o auxiliar de depósito Rafael Silva Santos, 28 anos, põe em prática um truque para evitar que o esgoto suba pelos canos e inunde o piso da casa onde mora, na Rua Anita Malfati, no Bairro Reprise 1. 

Rafael pega os tapetes da cozinha, enrola e tapa os ralos de dois banheiros e do pátio do lar que divide com a companheira Tatiane Santos Dias, 27 anos, e o filho de seis anos. Se isso for feito antes dos primeiros pingos, o problema será contido. Mas se Rafael esquecer da rotina, não dá outra: a casa de cinco cômodos fica repleta de esgoto. 

O representante comercial Andrei Fernandez, 56 anos, vizinho de Rafael, também tem um plano para evitar que o esgoto suba e invada a casa com força total. Com sacola plástica, pano e um paralelepípedo para garantir peso, tapa o ralo do banheiro, a única entrada por onde o esgoto pode subir. 

Situação se repete sempre que chove e Rafael esquece de tapar os ralos Foto: Leitor DG / Arquivo pessoal

Leia mais:
Após 19 dias de espera, ônibus voltam a circular em vila de Viamão
Cratera engole pátio, cerca e árvore em casa de Viamão

Tubulação entupida

A estratégia dos vizinhos começou a ser usada há pouco tempo. Antes de aprenderem a controlar o esgoto, eles viviam o drama de ver os pisos e os móveis rodeados pela lama a cada chuvarada. Um dia inteiro é gasto para tirar a sujeira e o mau cheiro, além de muito produto de limpeza.

— O dia que acontece isso a gente não consegue trabalhar porque tem que tirar toda a água. O chão fica puro barro, uma lama braba — diz Tatiane, que trabalha como faxineira em uma loja de Porto Alegre.

Sujeira e mau cheiro só saem com muita limpeza Foto: Leitor DG / Arquivo pessoal

O problema é que a tubulação de esgoto da rua está entupida. Rafael registrou um protocolo na prefeitura de Alvorada em setembro e outro em outubro, quando um fiscal realizou uma vistoria. O morador foi informado que o cano só poderia ser desentupido com hidrojateamento, mas a empresa terceirizada pela prefeitura já teria encerrado o contrato. Também foi dito que a troca da tubulação seria o adequado, mas a prefeitura não tinha material para fazer o serviço. 

Com vontade de resolver o problema por conta própria, Rafael fez uma vaquinha com Andrei e outros vizinhos e contratou uma retroescavadeira para limpar a ponta do cano de esgoto, que termina em um valão no final da rua. O trabalho foi feito, mas não adiantou. Em uma das chuvas de outubro, a casa alagou outra vez. Rafael ainda não sabia do truque para tapar os ralos. A cada temporal, o receio se repete.

— A gente só reza. Não tem o que fazer — diz o morador. 

Infraestrutura precária

A prefeitura de Alvorada explica que o problema na Rua Anita Malfati é de infraestrutura — situação que se alastra por todo o Bairro Reprise 1, que surgiu de uma invasão e segue sem planejamento público. 

A falta de infraestrutura é uma carência da própria prefeitura, que precisa pedir emprestado equipamento da Corsan para conseguir fazer a limpeza dos canos obstruídos. Utilizando o hidrojato, no dia 27 de outubro, a Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov) limpou a ponta do cano de esgoto no final da rua e, na sexta-feira, 4 de novembro, seguiu com o hidrojateamento para desentupir a tubulação. 

Se a limpeza da canalização não resolver, somente a troca da tubulação solucionará o problema. A prefeitura não deu prazo para que este tipo de serviço seja feito.

Produção Karine Dalla Valle

Leia outras notícias

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros