Menina puxada por leão-marinho para dentro d'água faz tratamento para evitar infecção rara - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

No Canadá26/05/2017 | 16h40Atualizada em 26/05/2017 | 16h45

Menina puxada por leão-marinho para dentro d'água faz tratamento para evitar infecção rara

Se o caso não for tratado, a infecção pode levar à perda de dedos e membros

Menina puxada por leão-marinho para dentro d'água faz tratamento para evitar infecção rara Reprodução / YouTube/YouTube
Foto: Reprodução / YouTube / YouTube

A menina puxada pela blusa para dentro da água por um leão-marinho no sábado (20) em Vancouver, no Canadá, está recebendo tratamento médico para combater uma possível e rara infecção bacteriana. Diferentemente do informado por alguns sites brasileiros, ela não está contaminada, mas passa por um tratamento preventivo para que não desenvolva a doença.

De acordo com os jornais norte-americanos NPR e ABC News, a infecção é causada por diferentes tipos da bactéria Mycoplasma e, se não for tratada, pode levar à perda de dedos ou de membros.

Conhecida como "seal finger" — "dedo de foca", em tradução livre –, surge quando bactérias da boca de um mamífero marinho, como focas e leões-marinhos, são transmitidas para uma pessoa por meio de lesão, justamente o que aconteceu com a menina de seis anos.

Dias depois do fato, a treinadora de mamíferos marinhos Danielle Hyson alertou, ao jornal The Star, para os riscos corridos pela menina caso tivesse sido arranhada ou lesionada pelo animal.

— Eles parecem fofos, e sei que as pessoas têm um fascínio natural com eles. Eles se parecem com cachorros d'água, mas eles absolutamente não são — disse. E completou: — Focas e leões-marinhos carregam bactérias terríveis na boca.

Em entrevista ao ABC News, Deana Lancaster, porta-voz do Vancouver Aquarium, onde o aconteceu o acidente, disse que a família procurou a instituição depois que um treinador de mamíferos do aquário falou sobre o assunto em diversas entrevistas.

— A família viu as reportagens na mídia e entrou em contato com a gente. Ela teve uma lesão superficial e terá o tratamento adequado — disse Deana ao ABC News.

Leia mais notícias


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros