Secretário de Educação pede desculpas por falta de luz em escola de Viamão - Notícias

Versão mobile

 

Educação26/06/2018 | 20h07Atualizada em 26/06/2018 | 20h08

Secretário de Educação pede desculpas por falta de luz em escola de Viamão

Titular da Educação classificou situação da Erico Veríssimo, sem energia elétrica desde 23 de fevereiro, como "falha lamentável"

Secretário de Educação pede desculpas por falta de luz em escola de Viamão Mateus Bruxel/Agencia RBS
Quando chove, escola fecha as portas antes das 16h Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

O secretário Estadual de Educação, Ronald Krummenauer, pediu desculpas pelo atraso nas obras da Escola Estadual de Ensino Fundamental Erico Verissimo, de Viamão, que está desde o começo do ano sem energia elétrica. Em nota enviada na tarde de ontem, Ronald disse que "lamenta profundamente os transtornos causados à comunidade".

— É o mínimo que podemos fazer frente aos problemas causados. Peço desculpas por esta falha lamentável que colocou em situação difícil alunos, pais e professores — disse. 

A Secretaria Estadual de Educação (Seduc) informou ainda que a empresa responsável pela obra da Escola Erico Veríssimo foi notificada para assinar em até cinco dias úteis a ordem de início do serviço. A previsão é de que os trabalhos se iniciem no máximo até o dia 10 de julho. O secretário também frisou que a demora em resolver a situação da escola deverá servir de lição. 

— São mais de 700 obras em andamento na rede escolar, mas precisamos rever as prioridades no sentido de atender com mais celeridade casos como o da escola de Viamão — disse.

LEIA MAIS
Escola de Viamão funciona sem energia elétrica há quatro meses
Alunos têm aulas no escuro por problema na rede elétrica em  escola de Viamão

Esperança

Professora do 2° e 3° anos do Ensino Fundamental, Isabel Cristina Nogueira Pellizzoni não vê a hora de poder voltar a dar aula sem precisar improvisar o conteúdo para os dias de chuva:

— Essa atitude do secretário nos dá esperança. Espero que se concretize. Fico feliz de termos, ao menos, uma data. É muito complicado trabalhar sem energia elétrica. Quero acreditar que isso vai mesmo se resolver. 

VIAMÃO, RS, BRASIL, 21/06/2018 :  Escola Estadual de 1º Grau Incompleto Érico Veríssimo - Escola que está sem luz há meio ano. Pais e professores estão revoltados e alunos não querem mais estudar. (Omar Freitas/Agência RBS)
Biblioteca às escurasFoto: Omar Freitas / Agencia RBS

Na chuvosa segunda-feira, os alunos foram liberados às 15h30min devido à pouca luminosidade. Às 16h15min, a escola já estava completamente fechada. Ontem, em dia ensolarado, as aulas ocorreram normalmente. 

Escuridão desmotiva alunos

VIAMÃO, RS, BRASIL, 21/06/2018 :  Escola Estadual de 1º Grau Incompleto Érico Veríssimo - Escola que está sem luz há meio ano. Pais e professores estão revoltados e alunos não querem mais estudar. (Omar Freitas/Agência RBS)
Aulas só em dias ensolaradosFoto: Omar Freitas / Agencia RBS

Desde março deste ano, o Diário Gaúcho acompanha o drama dos 120 alunos da escola da Lomba do Sabão. Na época, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) prometeu que os trabalhos para religar a energia deveriam começar até a metade de abril. Nenhuma intervenção aconteceu e, com a chegada do inverno, os alunos passaram a ser liberados mais cedo em dias com chuva ou tempo fechado. No turno da tarde, as aulas terminam por volta das 16h quando não há sol. Os estudantes têm aulas aos sábados para recuperar as horas perdidas. 

O breu na sala de aula desmotiva os alunos. Estudantes ouvidos pela reportagem disseram que só sentem vontade de ir para aula em dias de sol.  A Erico Verissimo está sem luz desde 23 de fevereiro. Na ocasião, um choque elétrico atingiu uma funcionária. O acidente apontou um problema grave na fiação elétrica da escola que precisa ser completamente trocada. A obra é orçada em R$ 50 mil pela Seduc. O Estado fez licitação, a empresa foi escolhida, mas a obra ainda não começou.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros