Como estão os terminais de ônibus de Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 

BLITZ DO DG15/09/2018 | 07h00Atualizada em 16/09/2018 | 15h55

Como estão os terminais de ônibus de Porto Alegre

A reportagem do Diário Gaúcho percorreu os locais para analisar questões de limpeza, infraestrutura e acessibilidade


PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: Estação Benjamin. Situação de terminais de ônibus de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
Foram verificadas questões de limpeza, infraestrutura e acessibilidadeFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Ao se deslocar para os terminais e paradas, os passageiros encontram diversas dificuldades enquanto esperam por seus ônibus. No decorrer da semana, a reportagem do Diário Gaúcho percorreu oito terminais de Porto Alegre, em diversas regiões. Na blitz, foram verificadas questões de limpeza, infraestrutura e acessibilidade.

Leia mais
As linhas de ônibus que mais atrasam em Porto Alegre
Falta de luz constante no terminal Princesa Isabel traz insegurança para usuários do transporte na Capital
Projeto espalha cartazes com informações sobre linhas nos pontos de ônibus da Capital

Entre uma parada e outra, a questão de acessibilidade é o maior problema. Dos quatro terminais que contam com elevadores e escadas rolantes, apenas em um está com os equipamentos em operação. Para cadeirantes e pessoas com dificuldades de locomoção, torna-se praticamente impossível pegar ônibus no viaduto da Protásio Alves com a Carlos Gomes, no Triângulo e no Viaduto José Eduardo Utzig, na Benjamim Constant com a Dom Pedro.

No Terminal Triângulo, os elevadores contam com uma placa alertando que não há operação das 22h às 6h. Porém, os passageiros contam que, fora desses horários, tampouco funcionam.

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: Terminal de ônibus Triângulo, na zona norte. Situação de terminais de transporte coletivo de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
Placa não condiz com o funcionamento do elevadorFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

— Dependo do elevador, tenho problema nas pernas e não consigo subir ou descer escadas. Então, tenho que me arriscar e cruzar a rua — conta Arlindo Mateus, 74 anos.

— Há uns três anos não tem elevador. Para pegar o ônibus, contorno até a Rua Baltazar. Há essa placa do horário de funcionamento, mas pode vir 30 vezes por dia aqui e vai estar fechado e com o mesmo aviso — reclama o cadeirante Leudir Bianchi, 57 anos.

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: O cadeirante Leudir Bianchi no terminal de ônibus Triângulo, na zona norte. Situação de terminais de transporte coletivo de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
Com os elevadores parados, Leudir não consegue chegar ao terminalFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS


Dias de chuva

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: Terminal de ônibus Triângulo, na zona norte. Situação de terminais de transporte coletivo de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
Terminal Triângulo não tem coberturaFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Outro problema que permeia na vida de quem circula pelo Terminal é a falta de cobertura, desde que um temporal arrancou parte das telhas, em dezembro de 2014. Em dias de chuva é um caos, contam usuários.

— É preciso disputar espaço com as pessoas e também com os pombos que tem aqui. Antes não tinha nada, nem cobertura, mas pelo menos sabíamos que era assim, sem nada. Não é pela metade — aponta a doméstica Patrícia Martins, 42 anos, que pega ônibus no local há cerca de 15 anos.

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: Patrícia Martins no terminal de ônibus Triângulo, na zona norte. Situação de terminais de transporte coletivo de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
Patrícia afirma que em dias de chuva é preciso disputar espaçoFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Os usuários do Terminal Cairu também sofrem nos dias chuvosos. As coberturas do local são pequenas e, na medida que as filas crescem, o espaço falta.

— Quando está chovendo, os ônibus demoram mais e a fila vai crescendo. Com a cobertura muito curtinha, as pessoas se molham. Já está na hora de trocarem — afirma a cozinheira Ana Maciel de Paula, 47 anos.

Entre os pontos positivos dos locais visitados estão a sinalização das linhas de ônibus, a limpeza e a acessibilidade para deficientes visuais.

O raio-X dos terminais visitados

Terminal Antônio de Carvalho

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: Terminal de ônibus na avenida Bento Gonçalves com Antônio de Carvalho. Situação de terminais de transporte coletivo de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
O Terminal Antônio de Carvalho contém bancos e rampas de acessibilidade para usuáriosFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Limpeza: é limpo, conta com diversas lixeiras.
Infraestrutura: contém bancos, iluminação e cobertura. As linhas de ônibus são identificadas. Não há banheiros
Acessibilidade: possui rampa de acessibilidade. Não conta com faixa para deficientes visuais.

Viaduto Protásio x Carlos Gomes

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: Terminal de ônibus na avenida Carlos Gomes com Protásio Alves. Situação de terminais de transporte coletivo de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
Escadas rolantes não funcionam no Viaduto da Protásio com Carlos GomesFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Limpeza: há poucas lixeiras, que estão sucateadas. Em alguns locais, é limpo, em outros há um cheiro forte de urina.
Infraestrutura: não conta com diversas lâmpadas e os corredores são escuros. A cobertura em alguns locais está deteriorada. Há banheiros. Embaixo, há placas de sinalização das Avenidas, porém não informa as linhas dos ônibus.
Acessibilidade: elevadores e escadas rolantes não funcionam. Não conta com rampas de acessibilidade. Em alguns locais há faixa para deficientes visuais.

Viaduto José Eduardo Utzig (Benjamin Constant X Dom Pedro)

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: Escada rolante inoperante na Estação Benjamin. Situação de terminais de ônibus de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
No Viaduto José Eduardo Utzig as escadas rolantes estão com tapumesFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Limpeza: limpo, possui lixeiras, mas em alguns locais tem cheiro forte de urina.
Infraestrutura: tem cobertura e iluminação. Não conta com bancos nem banheiros. Alguns gradis estão vandalizados. Não há sinalização de linhas nem da divisão entre linhas da Região Metropolitana e Porto Alegre.
Acessibilidade: elevadores e escadas rolantes não funcionam. Na Benjamin Constant há rampa de acessibilidade, mas não há faixa para deficientes visuais.

Terminal Triângulo

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: Terminal de ônibus Triângulo, na zona norte. Situação de terminais de transporte coletivo de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
Terminal Triângulo está sem a cobertura completa desde dezembro de 2014Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Limpeza: é limpo, possui lixeiras.
Infraestrutura: não tem cobertura completa. Há iluminação. No corredor, as placas estão vandalizadas. Nas paradas de ônibus, há sinalização das linhas. Possui banheiro
Acessibilidade: elevadores não funcionam e não há rampa de acessibilidade. Conta com a faixa para deficientes visuais.

Terminal Cairu 

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: Terminal de ônibus Cairu. Situação de terminais de transporte coletivo de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
No Terminal Cairu paradas são sinalizadas, porém coberturas são pequenasFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Limpeza: é limpo, conta com diversas lixeiras.
Infraestrutura: as coberturas são pequenas. As paradas de ônibus são sinalizadas. Não há banheiros nem bancos.
Acessibilidade: não conta com rampas nem acessibilidade para deficientes visuais.

Terminal Nilo Wulff - Restinga

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 13-09-2018: Blitz dos terminais de ônibus de Porto Alegre. Na foto, terminal da Restinga (FOTO FÉLIX ZUCCO/AGÊNCIA RBS, Editoria de Geral).
Na Restinga, terminal possui bancos, bicicletário e faixa para deficientes visuaisFoto: Félix Zucco / Agencia RBS

Limpeza: é limpo, há lixeiras.
Infraestrutura: conta com cobertura, com placas de identificação das linhas. Há banheiros, sendo um destinado para pessoas com deficiência. Possui bancos para espera e bicicletário.
Acessibilidade: possui rampa de acessibilidade assim como faixa para deficientes visuais.

Terminal Parobé

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 13-09-2018: Blitz dos terminais de ônibus de Porto Alegre. Na foto, terminal Parobé, no centro de Porto Alegre (FOTO FÉLIX ZUCCO/AGÊNCIA RBS, Editoria de Geral).
Terminal Parobé não possui bancos e a cobertura é um pouco deterioradaFoto: Félix Zucco / Agencia RBS

Limpeza: é limpo, mas há poucas lixeiras.
Infraestrutura: há cobertura, porém um pouco deteriorada. Há placas de identificação das linhas do ônibus e banheiros. Não possui bancos. Parte do espaço é ocupada por moradores de rua, que colocam utensílios e colchões no local.
Acessibilidade: possui rampa de acessibilidade e também faixa para deficientes visuais.

Terminal Praça Rui Barbosa - PopCenter

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 13-09-2018: Blitz dos terminais de ônibus de Porto Alegre. Na foto, terminal do CPC (Camelódromo), no centro de Porto Alegre (FOTO FÉLIX ZUCCO/AGÊNCIA RBS, Editoria de Geral).
No PopCenter tem cobertura, iluminação e placas de identificaçãoFoto: Félix Zucco / Agencia RBS

Limpeza: não é limpo e possui poucas lixeiras, que estão em más condições. Há cheiro forte de urina.
Infraestrutura: tem cobertura, iluminação, placas de identificação de ônibus. Não possui banheiros, nem bancos.
Acessibilidade: conta com rampa de acessibilidade, mas não há faixa para deficientes visuais. Elevadores e escadas rolantes que dão acesso ao PopCenter estão funcionando.

Nova licitação para conserto de elevadores e escadas rolantes

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 12-09-2018: Escada rolante inoperante na Estação Benjamin. Situação de terminais de ônibus de Porto Alegre. (Foto: Mateus Bruxel / Agência RBS)
Secretaria afirma que licitação para conserto deverá ser publicada neste mêsFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

A Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim) de Porto Alegre informou que a licitação para o conserto das escadas rolantes e dos elevadores está na Secretaria Municipal da Fazenda e deverá ser publicada até o final deste mês.

"A Prefeitura reconhece a situação dos terminais de Porto Alegre e tem buscado alternativas para avançar nas demandas, apesar das dificuldades financeiras enfrentadas pelo Município, especialmente no que diz respeito à manutenção estrutural dos terminais (pavimento, iluminação, estrutura, escada rolante e elevadores). A Secretaria Municipal de Parcerias Estratégicas estuda a viabilidade de uma consessão ou uma parceria público-privada para a manutenção desses terminais", informa a SMIM.

A Secretaria diz que a adminitração faz autuações pontuais e acompanha a situação dos terminais para verificar condições, incluindo a questão da acessibilidade.

Moradores

A Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) afirma que realiza atendimento sistemático aos moradores de rua em diversas regiões da cidade, entre elas, os dois terminais de ônibus do centro, Parobé e Praça Rui Barbosa, do PopCenter. "Às pessoas sem situação de rua é ofertado ao acompanhamento social, o acesso ao serviço do Albergue Municipal para não dormirem na rua, serviço dos Centros Pop para serem atendidos durante o dia, bem como o acompanhamento sistemático das equipes de abordagem", informa a Fasc.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 13-09-2018: Blitz dos terminais de ônibus de Porto Alegre. Na foto, terminal Parobé, no centro de Porto Alegre (FOTO FÉLIX ZUCCO/AGÊNCIA RBS, Editoria de Geral).
Moradores em situação de rua vivem no Terminal ParobéFoto: Félix Zucco / Agencia RBS


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros