Confira opções de exercícios físicos de graça em Porto Alegre e na Região Metropolitana - Notícias

Versão mobile

 

Saúde20/10/2018 | 08h00Atualizada em 20/10/2018 | 08h00

Confira opções de exercícios físicos de graça em Porto Alegre e na Região Metropolitana

Com as temperaturas amenas, muita gente cria disposição para mexer o corpo

Confira opções de exercícios físicos de graça em Porto Alegre e na Região Metropolitana Andréa Graiz/Agencia RBS
Vera conseguiu melhorar a saúde com as aulas de ginástica Foto: Andréa Graiz / Agencia RBS

Com a chegada das temperaturas amenas da primavera, muita gente volta a ter disposição para os exercícios. Afinal, praticar atividade física é sinônimo de mais saúde e qualidade de vida – além, é claro, de ajudar aqueles que precisam perder alguns quilos. 

A boa notícia é que nem sempre é preciso botar a mão no bolso para mexer o corpo com orientação profissional. 

Além da Capital, 11 cidades da região metropolitana consultadas pela reportagem oferecem para os cidadãos opções de atividades gratuitas. Ao lado, você confere histórias de quem já aderiu e como se inscrever em cada uma. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

Em busca de saúde

Faça chuva ou faça sol, as alunas da professora Veralucis Pontes Ferreira, que dá aula na Praça da Juventude, no bairro Jardim Planalto, em Esteio, não perdem as aulas. No dia da visita da reportagem, nove mulheres, com idades entre 40 e 80 anos, seguiam com concentração as ordens da mestra: "Respira!", "braço lá em cima", "repete o exercício". 

 ESTEIO, RS, BRASIL, 25-09-2018. Reportagem sobre opções de exercícios físicos de graça na região metropolitana. (FOTO ANDRÉA GRAIZ/AGÊNCIA RBS)Indexador: Anderson Fetter
Quando falta, dona Aga repete os exercícios em casaFoto: Andréa Graiz / Agencia RBS

A turma, que tem 12 alunas no total, não paga nada para mexer o corpo e melhorar a saúde. A iniciativa é da prefeitura do município, que também oferece outras modalidades. A operária aposentada Vera Hernandes, 61 anos, moradora do bairro, estava na primeira fila. 

–  Fico bem na frente, que é pra me exibir! – brinca ela, em um rápido intervalo da aula.

Mas o que levou dona Vera para a ginástica, há quatro anos, foi um assunto mais sério: colesterol alto.

– Comecei por indicação do médico. Também faço caminhadas, às vezes. Agora, minha saúde está ótima. Além disso, a gente faz amigos – conta.

Leia também
Projeto oferece aulas de futsal e novas oportunidades a 600 crianças em Novo Hamburgo
Idosos de Esteio praticam aulas gratuitas de boxe

Existem turmas femininas e mistas. Mas, segundo a professora, os homens são minoria.

– Eles procuram pouco. Mas são todos bem-vindos. Os novos alunos entram em turmas de acordo com a sua capacidade – diz Veralucis.

As duas aulas por semana – nas terças e sextas à tarde – são um momento sagrado para a auxiliar de enfermagem aposentada Aga Franci de Lima, 66 anos, também do Jardim Planalto. Ela faz ginástica há pelo menos dez anos.

– Eu amo, me sinto muito bem! Só não venho quando preciso cuidar da minha mãe (Iolanda, 84 anos). E, quando isso acontece, ligo o rádio em casa e repito os exercícios que aprendi na aula – conta ela, orgulhosa.

Gurizada no esporte

As práticas esportivas também estão na rotina de 20 jovens que fazem aula de vôlei no Ginásio Tesourinha, em Porto Alegre. Eles se reúnem duas vezes por semana para aulas, sempre coordenadas por um educador físico. Para participar não precisa saber jogar: os alunos são divididos em turmas de acordo com as suas habilidades.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL 25/09/2018 - Aulas de Voleibol no Ginásio Tesourinha. (FOTO: ROBINSON ESTRÁSULAS/AGÊNCIA RBS)
No Tesourinha, vôlei é uma das atividadesFoto: Robinson Estrásulas / Agencia RBS

Matheus Ricardo, 23 anos, morador do bairro Azenha e estudante de Educação Física, tem uma relação antiga com o local e com as aulas de vôlei: ele já foi estagiário do Tesourinha, entre 2015 e 2017. Antes disso, porém, já era aluno, e seguiu após o final do estágio.

– Comecei sem saber nada de vôlei. Nas aulas, fui me interessando em melhorar. Hoje, jogo até alguns campeonatos _ conta ele.

Foi por indicação de um amigo que Lucas dos Santos Silveira, 16 anos, morador do bairro Glória, começou a jogar no local, no início deste ano.

– Para mim é bom, pois saio da aula (ele é aluno do Ensino Médio no Colégio Estadual Emilio Massot, na Cidade Baixa) e venho direto pra cá. Já fiz ginástica e também jogo futebol, atividade física é muito bom – conta ele.

Já Cauê Araújo Bastos Saldanha, 33 anos, começou as atividades esportivas no local há quatro anos. Em dois anos, passou dos 98 quilos para 78, com aulas de futsal, vôlei e basquete.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL 25/09/2018 - Lucas dos Santos Silveira - Aulas de Voleibol no Ginásio Tesourinha. (FOTO: ROBINSON ESTRÁSULAS/AGÊNCIA RBS)
Lucas sai da escola e vai praticar esporteFoto: Robinson Estrásulas / Agencia RBS

– Além da saúde e do peso, esporte também melhora o preparo físico – diz.

Benefícios da atividade física

/// Ajuda a melhorar o condicionamento físico geral e a condição cardiorrespiratória.

/// Ajuda a controlar colesterol e taxas glicêmicas.

/// Quem se exercita com frequência se sente menos cansado para realizar suas atividades diárias.

/// Além disso, um corpo sadio e ativo ajuda a mente a funcionar melhor.

/// Na infância e na adolescência, ajuda no desenvolvimento.

/// Na fase adulta e na terceira idade, os exercícios contribuem para desacelerar os processos de perda de massa muscular, que atingem a todos em diferentes graus.

/// Contribuem para a melhora da interação social, principalmente para os idosos.


Orientações

/// Antes de iniciar, vá ao médico para ter certeza de que não há nenhuma contraindicação.

/// Procure educadores físicos para orientar as atividades.

/// Se você é sedentário, comece com atividades de pouco impacto e intensidade, como caminhada, alongamento e reforço muscular.

/// Use trajes leves e calçados adequados.

/// Não esqueça de se hidratar durante o exercício.

/// Se for fazer alguma atividade na rua, evite a exposição excessiva ao sol.

Fontes: Rafael Machado de Souza, professor do curso de Educação Física da Universidade Feevale, e Veralucis Pontes Ferreira, educadora física da prefeitura de Esteio.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros