FOTOS: veja como foram os desfiles da Série Ouro do Carnaval de Porto Alegre - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Folia18/03/2019 | 09h33Atualizada em 18/03/2019 | 09h33

FOTOS: veja como foram os desfiles da Série Ouro do Carnaval de Porto Alegre

Bambas da Orgia, União da Vila do IAPI e Imperatriz Dona Leopoldina passaram pelo Porto Seco na primeira noite; Império da Zona Norte, Imperadores do Samba e Estado Maior da Restinga desfilaram no segundo dia

Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

As escolas Bambas da Orgia, União da Vila do IAPI e Imperatriz Dona Leopoldina voltaram à passarela do samba, na madrugada de sábado (16), após um ano de jejum no Carnaval de Porto Alegre. Na segunda noite da festa no Porto Seco, desfilaram as outras três escolas da Série Ouro: Império da Zona Norte, Imperadores do Samba e Estado Maior da Restinga. 


Leia mais
Imperadores do Samba vence o Carnaval de Porto Alegre

Bambas da Orgia

 O centenário de Nelson Mandela (1918-2013) foi celebrado no Porto Seco pela Bambas da Orgia, escola que abriu o desfile da série Ouro com quase duas horas de atraso na primeira noite.  O enredo foi pensado para o ano passado e, como as estruturas já estavam prontas, foram levadas para a avenida este ano. 

União da Vila do IAPI

A União da Vila do IAPI cantou a trajetória de Alceu Collares da infância, em Bagé, até a chegada ao Palácio Piratini, onde governou o Estado (1991-1994). Uma grande alegoria trouxe o ex-governador e sua esposa Neuza Canabarro. 

Imperatriz Dona Leopoldina

A Imperatriz Dona Leopoldina homenageou a cidade de Triunfo e encerrou a primeira noite de desfiles já na manhã de sábado. No samba-enredo, o município foi apresentado como um dos berços da Revolução Farroupilha

Império da Zona Norte 

 Os leões alados, símbolos da escola Império da Zona Norte, abriram alas para o que estava por vir. A agremiação apresentou ao público uma viagem à região Nordeste, para mostrar a história de São João Batista, com o enredo "Império em Devoção Exalta São João".

Imperadores do Samba

Na sequência, foi vez de uma das gigantes da zona sul de Porto Alegre abrir os trabalhos na pista. Com um tripé e dois carros alegóricos, foi contado o aniversário de 60 anos da agremiação, no desfile  "Imperadores do Samba 60 anos, o Eterno Brilho de Um Diamante Negro". 

Estado Maior da Restinga

Quando o sol já iluminava o céu da Capital, a Estado Maior da Restinga deu início ao seu desfile. Os tinguerreiros, como são conhecidos, cantaram os mais diversos tipos de realeza desde Maria I, rainha de Portugal, até Pelé, o rei do futebol. 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros