Escolinha Lobos da Zona Sul oferece aulas gratuitas de futebol para meninos e meninas na Capital - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Turma show de bola18/06/2019 | 07h00Atualizada em 18/06/2019 | 07h00

Escolinha Lobos da Zona Sul oferece aulas gratuitas de futebol para meninos e meninas na Capital

Atividade iniciou em 2015 e, atualmente, atende 54 alunos de sete a 15 anos

Escolinha Lobos da Zona Sul oferece aulas gratuitas de futebol para meninos e meninas na Capital Júlio Cordeiro/Agencia RBS
Gurizada curte as aulas e leva o esporte a sério Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Praticamente todos os dias da semana, pode ter certeza, uma turminha estará batendo bola no campinho do Centro de Comunidade Parque Madepinho (Cecopam), no bairro Cavalhada, zona sul de Porto Alegre. O esporte praticado pela gurizada faz parte de um projeto pessoal. Há quatro anos, o fiscal de ônibus Paulo Henrique Alves, 58 anos, começou com uma iniciativa pequena, na Praça Nonoai: um torneio de futebol para criançada da rua. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

Depois do evento, muitas pessoas começaram a perguntar se as partidas continuariam. Paulo, que já tinha experiência como treinador de escolinhas, resolveu montar uma, a Lobos da Zona Sul, com aulas gratuitas de futsal e futebol de campo. 

Com apoio dos filhos Pablo, 19 anos, e Franciele, 26 anos, Paulo conseguiu no ano seguinte autorização para treinar a gurizada no Cecopam. Em contrapartida, faria a manutenção do campo. Hoje, a escolinha atende a 54 alunos, meninos e meninas, dos sete aos 15 anos, moradores de bairros como Cavalhada, Nonoai, Cristal, Camaquã, entre outros. 

União

As aulas começam com alongamento, aquecimento e depois com os exercícios do dia. Os treinos duram uma hora e meia. Alguns pais fazem questão de acompanhar os filhos e elogiam o empenho da família. 

Leia também
ONG da Restinga oferece aulas de corte e costura para mulheres
Saiba como ajudar iniciativas que atendem pessoas em situação de rua
Instituto da Capital busca parceiros para aumentar atendimentos de equoterapia para crianças de baixa renda

— As aulas são absolutamente prioritárias, para meu filho que mora próximo de uma zona perigosa estar aqui é tudo. Ele ama esportes — conta o vigilante de carro-forte Álvaro Neto, 49 anos, pai do goleiro Amon Duran Ferreira, 11 anos, há um ano e meio na escolinha.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 11/06/2019- Escolinha de Futebol lobos da zona Sul trabalha com crianças em situação de vulnerabilidade.(FOTOGRAFO: JÚLIO CORDEIRO / AGENCIA RBS)
Convivência ajuda os alunos a melhorarem questões como a disciplinaFoto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

O trabalho voluntário tem também o objetivo de oferecer uma atividade no contraturno escolar. 

— Além de focar na coletividade, queremos tirar as crianças da vulnerabilidade. Somos uma família — destaca Paulo.

— Muitos estão conosco desde o início do projeto, alguns eram desobedientes, sem disciplina, mas melhoraram com o tempo e a convivência — completa a voluntária Franciele.

Tratamento faz a diferença

Os alunos costumam participar de torneios e, também, do programa Em Cada Campo uma Escolinha (ECCE), coordenado pela prefeitura de Porto Alegre.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 11/06/2019- Escolinha de Futebol lobos da zona Sul trabalha com crianças em situação de vulnerabilidade.(FOTOGRAFO: JÚLIO CORDEIRO / AGENCIA RBS)
Campeonatos são ponto alto da prática esportivaFoto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

— Eu gosto muito. Gosto dos treinos, da nossa preparação e de poder participar dos campeonatos — relata Davi dos Santos, 12 anos.

Para a mãe Denise Oliveira, 38 anos, a forma como os alunos são tratados, com extremo carinho por toda equipe, é o grande diferencial.

— É uma família mesmo, gosto muito pois eles são atenciosos com as crianças — explica.

A escola vive de doações e para arrecadar recursos costuma promover rifas e galetos. Quem quiser contribuir pode contatar diretamente o coordenador da iniciativa.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 11/06/2019- Escolinha de Futebol lobos da zona Sul trabalha com crianças em situação de vulnerabilidade.(FOTOGRAFO: JÚLIO CORDEIRO / AGENCIA RBS)
Paulo é o idealizador do projedoFoto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Quer ajudar?

/// A escolinha aceita doações de materiais esportivos, especialmente bolas
/// A Cecopam fica na Rua Arroio Grande, 50, bairro Cavalhada
/// Outras informações com Paulo no (51) 99150-5674

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros