Há mais de um ano, buraco em calçada impossibilita uso de garagem em Viamão - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso26/09/2019 | 08h55Atualizada em 26/09/2019 | 08h55

Há mais de um ano, buraco em calçada impossibilita uso de garagem em Viamão

Segundo a moradora da Rua Patrícia Ribeiro Seabra, no bairro São Tomé, um gari que recolhia resíduos caiu no buraco

Há mais de um ano, buraco em calçada impossibilita uso de garagem em Viamão Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Risco para pedestres no bairro São Tomé Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

A família da auxiliar de serviços gerais desempregada Michelle Gomes, 36 anos, convive, há mais de um ano, com uma cratera em frente à sua residência, localizada na Rua Patrícia Ribeiro Seabra, 339, no bairro São Tomé, em Viamão

LEIA MAIS
Moradora da Capital está sem tratamento por falta de medicamento na Farmácia do Estado
Grupo de doadores de sangue completa 30 anos e busca voluntários: "Não vamos desistir"
Bombeiros voluntários de Balneário Pinhal fazem vaquinha para comprar caminhão 

Devido ao problema, Michelle conta que não consegue estacionar o veículo dentro da própria garagem, pois o buraco ocupa mais da metade da entrada. Ele abriu-se após danos na rede de esgoto, que passa por baixo da calçada, diz a moradora. Além dos transtornos para quem vive com Michelle, ela conta que o buraco põe em risco pedestres que passam pela via. 

— Nós (a família) cuidamos para que o meu filho, de sete anos, não caia no buraco. Já coloquei madeira por cima para podermos passar, mas não adianta, cada vez cede mais a calçada — conta Michelle. 

Insetos 

Ela relembra que o buraco começou a se abrir pequeno: 

— Percebi quando um dos pneus do carro passou a afundar na calçada. Pouco tempo depois, afundou de vez. Dá para ver que é um cano grande de esgoto que está danificado. Agora, temos que cuidar, pois é um perigo de passar distraído por ali. 

Moradora do bairro há nove anos, Michelle explica que, entre as principais incomodações causadas pelo buraco, a mais preocupante é a proliferação de insetos e ratos. 

— Em dias de calor, é insuportável o cheiro de esgoto. Além disso, temos que aguentar as baratas que saem do buraco. Também já vi ratos andando por ali, porque passa tudo que é tipo de esgoto, tem sujeira acumulada. Quando chove, transborda. Acredito que alguma parte da tubulação está entupida e demora pra descer a água — opina. 

Outra situação presenciada pela moradora foi a queda de um lixeiro que recolhia os resíduos do bairro. Segundo ela, agora, os trabalhadores tomam mais cuidado ao passar pela rua. 

Reclamações 

Michelle afirma que procurou solução para o problema na prefeitura, mas sua solicitação ainda não foi atendida: 

— Protocolei reclamação, mas nunca vieram aqui. A calçada fomos nós que fizemos e, agora, nem o carro podemos colocar para dentro. Estamos esperando o conserto faz tempo. 

Conserto será feito em até 15 dias 

Conforme a equipe de Obras da prefeitura de Viamão, por meio da assessoria de comunicação, foi realizada uma vistoria em frente à casa de Michelle na manhã de ontem. Segundo a prefeitura, o prazo para o início do conserto é de 15 dias a contar da visita dos técnicos. Mesmo tendo sido questionada, a equipe não deu esclarecimentos sobre o motivo que provoca o afundamento da calçada. 

Produção: Caroline Tidra

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros