Festa do Pêssego deixa Zona Sul e é realizada no Centro - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Produção local17/11/2019 | 17h50Atualizada em 17/11/2019 | 17h50

Festa do Pêssego deixa Zona Sul e é realizada no Centro

Tradicional evento para comercialização da fruta produzida na zona sul da Capital, a festa mudou de casa. Pela primeira vez, ocorre no Centro Histórico

Festa do Pêssego deixa Zona Sul e é realizada no Centro Isadora Neumann/Agencia RBS
O produtor rural Valdomiro aprovou a nova localização da festa Foto: Isadora Neumann / Agencia RBS

A 35ª edição da Festa do Pêssego de Porto Alegre resolveu deixar a Zona Sul e rumar em direção ao Centro Histórico. 

Costumeiramente realizada na região onde o fruto é cultivado — o sul rural de Porto Alegre —, a feira trocou de lugar por opção da prefeitura. Instalado no Largo Glênio Peres, o evento segue até o próximo domingo, dia 24.

Leia mais
Time amador de Viamão presenteia meninos da base com chuteiras novas
Aplicativo permite que pais monitorem filhos em escolas públicas de Sapucaia do Sul
Como estão as cinco bibliotecas da Capital administradas pelo Estado

Atualmente, a cultura do pêssego ocupa cerca de 20 hectares na região rural de Porto Alegre. Todo esse aglomerado de produção deve render uma colheita de 125 toneladas da fruta neste ano, conforme a Emater-RS. O número representa um crescimento de 4% em relação à safra do ano passado. O sucesso no plantio, aliado à troca de local da tradicional festa, agradou não só a quem produz, mas também a quem consome o fruto.

Movimento

Na tarde de domingo, a reportagem do Diário Gaúcho circulou pelas bancas instaladas nas proximidades do Mercado Público. Entre os feirantes, o consenso era de que a nova localização ajudou na valorização do evento e no crescimento das vendas. 

A razão, conforme os produtores, é a melhor localização. Ontem, a circulação estava mais tranquila. Segundo os comerciantes, até o momento, o dia mais movimentado foi o sábado — o evento começou na sexta-feira passada.

O produtor rural Valdomiro Silveira dos Santos, 63 anos, aprovou as mudanças implantadas para o evento deste ano. Morador do bairro Campo Novo, ele cultiva nove espécies de pêssego, que têm safras intercaladas durante o ano. Para o estande do evento, Valdomiro trouxe três espécies da fruta.

— Participo desde a primeira festa, faltei em apenas uma. Está muito melhor este ano. Temos recebido um número bem maior de visitantes, o que impulsiona as vendas — comemora o agricultor.

Conforme a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), até o final do evento serão, pelo menos, oito bancas atendendo ao público diariamente, das 8h às 19h. Para quem não tem preferência pelo pêssego, ainda é possível encontrar variedades de ameixa, queijo, salame a até flores — principalmente, orquídeas. 

Visitantes gostaram da mudança

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - 17.11.2019 - Na foto: João Francisco da Silva. (Foto: Isadora Neumann/Agencia RBS)Indexador: ISADORA NEUMANN
Família veio de Canoas conferir a novidadeFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Mesmo com o costume de dirigir-se à Zona Sul todo ano para fazer compras na festa, duas moradoras do Centro de Canoas adoraram a novidade de 2019. A dona de casa Jane Menezes, 73 anos, e sua filha, a bancária Lilian de Menezes, 50 anos, visitaram a festa na tarde de domingo. 

— Ir na feira já era uma maneira de visitarmos Porto Alegre. Agora, que veio aqui para o Centro, está ainda melhor. Podemos dar uma passada aqui e ainda ir a outros lugares — explica Lilian. 

Para a Jane, mesmo com o deslocamento, compensa comprar a fruta direto dos produtores durante o evento. 

— Está bem mais prático. E dei uma olhada nos preços no meu bairro antes de vir comprar aqui, ainda compensa muito.

Para o autônomo João Francisco da Silva, 50 anos, o deslocamento da Zona Sul até o Centro não foi incômodo. João vive no bairro Hípica. 

— Vim ao Centro para outros compromissos e aproveitei para dar uma passada aqui. O preço está compensando, e tem uma variedade boa de frutas.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - 17.11.2019 - Na foto: João Francisco da Silva. (Foto: Isadora Neumann/Agencia RBS)Indexador: ISADORA NEUMANN
João aproveitou a passagem pelo Centro para comprar no localFoto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Para visitar

/// A 35ª Festa do Pêssego vai até o dia 24 de novembro. 

/// O evento ocorre no Largo Glênio Peres, no Centro Histórico. 

/// As bancas ficam abertas das 8h às 19h.

Leia mais notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros