Com água na torneira apenas durante a madrugada, moradores precisam adaptar rotina na Zona Leste  - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Lomba do Pinheiro27/12/2019 | 21h23Atualizada em 27/12/2019 | 21h23

Com água na torneira apenas durante a madrugada, moradores precisam adaptar rotina na Zona Leste 

Em casa da Vila Panorama, por exemplo, é comum passar dias inteiros com o abastecimento comprometido

Com água na torneira apenas durante a madrugada, moradores precisam adaptar rotina na Zona Leste  Jefferson Botega/Agencia RBS
Quando torneira chia, Dilma corre para encher os baldes Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS

A falta de água segue sendo parte da rotina de moradores da Capital. Desde quinta-feira, o Diário Gaúcho vem mostrando o problema. Na sexta, segundo os relatos enviados ao jornal via WhatsApp, a situação se repetiu em pelo menos cinco bairros: Bom Jesus, Lomba do Pinheiro, Mario Quintana, Morro Santana e Serraria. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

O destaque continua sendo para as zonas Leste e Norte. Durante a tarde de sexta, o DG esteve na casa da professora desempregada Dilma Atiense, 45 anos, e do advogado Cleiton Atiense, 40 anos. Moradores da Vila Panorama, no bairro Lomba do Pinheiro, na Zona Leste, o casal estava desde as 8h sem água.

– Ontem (quinta), faltou água às 9h e só voltou às três da madrugada. Hoje (sexta), quando deu 8h, faltou de novo. Aqui, é assim todos os dias durante o verão e, no inverno, dos sete dias da semana, pelo menos em dois falta água – relata Claiton.

Sem abastecimento durante o dia, a família precisa adaptar o horário para os afazeres domésticos. Na madrugada de quinta para sexta, o casal virou a noite esperando a torneira chiar – aviso de que o abastecimento está prestes a retornar. Quando a água volta, começa a correria para encher os baldes, lavar a louça e fazer comida para o dia seguinte. 

Leia também
Em dia de calorão, DG confere ar-condicionado dos ônibus da Capital
Em meio a calorão de 35,3°C, moradores de bairros de Porto Alegre enfrentam novo dia de falta d´água

– Me sinto desprezada e sem dignidade. Nossa parte, que é pagar o tributo, está sendo feita, mas não temos retorno – relata Dilma. 

Cleiton enfrenta, ainda, outro problema: quando telefona para o Fala Porto Alegre (telefone 156), a ligação é direcionada à prefeitura de Viamão, devido à proximidade entre o bairro e o município vizinho. Ele envia, então, e-mails para o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), mas diz não receber resposta.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - 27.12.2019 - Moradores relatam falta dágua na Vila Panorama, Lomba do Pinheiro. Na imagem: Cleiton Atiense e Dilma Atiense. (Foto: Jefferson Botega/Agencia RBS)
Cleiton tenta ligar para o órgão responsável, mas não tem sucessoFoto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Investimento

Procurado, o Dmae explicou que a Zona Norte necessita “de obra de grande porte para enfrentar os meses de calor, pois o consumo fica muito acima da média”. A expansão está iniciando com a construção de uma nova adutora, que beneficiará 124 mil pessoas, com investimento de 

R$ 17,4 milhões. Quanto à Zona Leste, além de consertos emergenciais que podem afetar a distribuição, o departamento explica que o sistema de abastecimento Belém Novo, que atende grande parte da região, está sobrecarregado.

Produção: Camila Bengo

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros