Em Viamão, obra parada ganhou festa de aniversário - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso07/01/2020 | 07h00Atualizada em 07/01/2020 | 14h53

Em Viamão, obra parada ganhou festa de aniversário

Pavimentação das ruas Olga Benário, Portela e Santo Augusto deveria ter sido concluída até 06 de janeiro do ano passado. Obra iniciou em julho de 2018.

Em Viamão, obra parada ganhou festa de aniversário Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

Na manhã de ontem, uma comemoração diferente reuniu a comunidade do bairro Florescente, em Viamão. A festa, organizada por moradores das ruas Olga Benário, Portela e Santo Augusto, foi para "celebrar" o aniversário da obra de pavimentação das vias, que deveria ter sido entregue em 6 de janeiro do ano passado, mas está parada. 

No lugar da tradicional vela sobre o bolo, um ponto de interrogação – retrato de como se sente a vizinhança, que diz não receber respostas da prefeitura. Quanto ao pedido, porém, a comunidade não têm dúvidas: deseja que a obra seja finalizada. 

LEIA MAIS
Após 40 anos de espera, pavimentação em rua do Partenon, na Capital, é concluída
Ano novo e vida nova para Patrique, o "menino de titânio"
Em busca de um telhado novo para a família da dançarina Marielly 

— Quando anunciaram, gerou uma expectativa. Mas, como o município começa as coisas e não termina, a gente nem acredita mais — relata o comerciário Altair Pereira Padilha, 37 anos, que vive na região desde que nasceu.

Para o designer gráfico Nelson Lemos Pereira, 51 anos, morador da Rua Santo Augusto – uma das três que deveriam receber a pavimentação –, o sentimento também é de descrença:

— Entre nós, moradores, já nem contamos mais com esse asfalto. Moro há 30 anos aqui e, na verdade, já não tenho esperanças, porque nossa comunidade é muito desassistida pela prefeitura.

"Passos lentos"

De acordo com os moradores, alguns serviços chegaram a ser feitos – como a instalação de canos em trechos das três ruas e colocação de brita na Rua Portela. Porém, os trabalhos só começaram quando as vias já deveriam estar prontas, mais de um ano após o início da obra, anunciado em 6 de julho de 2018. Por esta razão, na época, a comunidade também organizou uma festinha. 

— Fizemos um bolinho quando fechou um ano de obra porque não haviam sequer começado, só colocaram a placa. Depois, eles vinham, faziam uma coisinha e iam embora. É tudo a passos lentos — relata Altair, que há meses não vê trabalhadores por ali. 

Até agora, nenhuma das vias recebeu a pavimentação prevista – com exceção da Rua Olga Benário, que já possui, desde 2016, um pequeno trecho asfaltado. Diante do impasse, Nelson se vê sem saída:

— Não temos a quem recorrer, porque a prefeitura não faz nada. Não entendemos o que foi feito com esse dinheiro, pois, se tu liga, não te dão qualquer satisfação. Eles te matam no cansaço, passando de setor para setor. Me sinto sem saber o que fazer. 

Asfalto deve trazer mais segurança

Além de problemas como buracos e acúmulo de barro nas ruas, outra questão incomoda a vizinhança: a distância em relação ao ponto de ônibus. Por conta das más condições das vias, a linha que atende o bairro não desce até lá, obrigando os moradores a caminharem cerca de quatro quadras até a parada mais próxima. Porém, com a pavimentação, a comunidade espera que mais paradas sejam instaladas, levando a condução até mais perto de suas residências.

— Temos que caminhar até longe para pegar o ônibus e, muitas vezes, o pessoal é assaltado no caminho. É comum fazerem arrastão por todas as ruas de manhã cedo. Mas, se com carro já é uma dificuldade de passar aqui, com ônibus não tem como. Se, pelo menos, tivesse condições de termos paradas de ônibus mais próximas, ia melhorar bastante pra gente — declara Nestor. 

Prefeitura: conclusão até junho

De acordo com a prefeitura de Viamão, a obra não foi finalizada dentro do prazo previsto pois foi necessária a realização de um aditivo de serviços, uma vez que foi detectada a existência de rochas na Rua Portela, que precisaram ser removidas. Segundo o órgão, já foi realizada drenagem das três ruas e, na Rua Portela, houve a construção do meio fio e início da base para receber o asfalto. 

Até agora, já foram investidos R$ 34 mil, estando o valor total previsto em R$ 548.944,52. De acordo com a prefeitura, ainda falta a conclusão da pavimentação das três ruas, bem como a construção dos passeios e sinalização. Segundo a administração municipal, os trabalhos devem ser retomados ainda este mês e a previsão para a entrega da obra é até junho deste ano. 

Produção: Camila Bengo

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros