Festival de sambas-enredo retorna com vitória de Bambas da Orgia e Samba Puro em Porto Alegre - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Carnaval09/02/2020 | 17h39Atualizada em 09/02/2020 | 17h39

Festival de sambas-enredo retorna com vitória de Bambas da Orgia e Samba Puro em Porto Alegre

Tradicional festa do Carnaval, o festival de samba-enredo retornou neste ano. Na primeira nova edição, Bambas da Orgia e Academia de Samba puro foram as campeãs

Festival de sambas-enredo retorna com vitória de Bambas da Orgia e Samba Puro em Porto Alegre Fábio Cruz/Divulgação
Bambas da Orgia foi a campeã entre as escolas representantes do grupo Ouro Foto: Fábio Cruz / Divulgação

O final de semana foi especial para a comunidade do Carnaval em Porto Alegre. Isso porque, depois de um hiato, uma competição tradicional que antecede a festa de Momo retornou ao calendário de eventos. Trata-se do festival de sambas-enredo, mostra competitiva que reúne as agremiações e premia os melhores sambas de cada grupo — Ouro e Prata. 

Leia mais
Festival de sambas-enredo retorna à programação do Carnaval de Porto Alegre
Escola Copacabana comemora 58 anos com novidades
Após três anos sem verbas públicas, escolas de samba receberão repasses da prefeitura

E, no retorno, as campeãs foram duas tradicionais escolas de samba da Capital. Pelo grupo Ouro, a Bambas da Orgia foi a escolhida. Na divisão prata, quem levantou o caneco foi a Academia de Samba Puro.

Para comportar todos os participantes, o evento foi realizado em duas noites, na sexta-feira e no sábado. O palco da festa foi a quadra da escola Imperadores do Samba, na Avenida Padre Cacique, zona sul da Capital. Participaram 13 escolas dos grupos Ouro e Prata, havendo a premiação para o melhor samba de cada grupo. Apenas as agremiações Realeza, Copacabana, do Grupo Prata, e Império do Sol, do Grupo Ouro, optaram por não participar.

A volta da mostra competitiva faz parte das ações planejadas pelas entidades representativas do Carnaval de Porto Alegre e, principalmente, pela Bah! Entretenimento, produtora de Pelotas, na região Sul, que assumiu a organização da festa na Capital — a empresa já é referência em outros locais, como Uruguaiana, sede de um dos principais carnavais fora de época da região Sul. 

Em Porto Alegre, o projeto da Bah! é reconstruir projetos que já deram certo no passado, como é o caso do festival de sambas-enredo. 

— Queremos reviver esses sucessos de outra época, mas pincelando com novidades. Neste ano, por exemplo, quem frequentou sentiu melhorias na infraestrutura. Principalmente, nos serviços de bar. Então, o nosso objetivo é este, melhorar o que já deu certo — explica um dos sócios da produtora, Richard Amaral.

festival de sambas-enredo , porto alegre , carnaval , escola Sama Puro , campeã do festival pelo grupo Prata, samba homenagea Renato Portaluppi, porto alegre, quadra da Imperadores do Samba
Intérpretes da Samba Puro durante o eventoFoto: Fábio Cruz / Divulgação

Público ficou feliz com retomada

Conforme a estimativa da produção, cerca de 4 mil pessoas passaram pela quadra da Imperadores nos dois dias de mostra competitiva. O número é considerado positivo pela comunidade carnavalesca. E, para quem foi ao local, o sentimento de nostalgia se misturou com a felicidade de ver novamente a festa ocorrendo. 

— Minha família é envolvida e acompanha o Carnaval há muito tempo. E o festival sempre foi um ponto importante. Gera aquele sentimento de competição entre as escolas, é algo saudável. Era também uma prévia de quem já despontava como candidato a campeão do Carnaval — recorda a rodoviária Janaína Pacheco, 56 anos. 

Ela e a família acompanharam o evento na segunda noite de competição. 

— Foi um retorno bem marcante. O pessoal ficou animado e teve até protesto com o resultado final, o que mostra que estava todo mundo com vontade de ganhar — diz Janaína, bem-humorada.

A escolha dos sambas vencedores foi feitas por meio do cruzamento de duas vertentes de votos, explica o sócio da Bah!. Além da escolha popular, a mais tradicional, feita pela internet, três jurados também avaliaram in loco as apresentações. O festival foi um dos últimos eventos antes da data mais especial da festa: os desfiles. 

Neste ano, as escolas de samba passarão pela avenida do Complexo Cultural do Porto Seco nos dias 6 e 7 de março.

"Ganhar sempre é bom"

Para os presidentes das escolas de samba dos grupos Ouro e Prata agraciadas com o prêmio de melhor samba-enredo, a volta da festa foi importantíssima. Pelo grupo Ouro, o presidente da Bambas da Orgia, Nilton Pereira, avalia que "ganhar sempre é bom", ainda mais numa festa que não estava prevista.

— Fazem tantos anos que não tinha a mostra nesse formato competitivo. Então, ficamos muito felizes com esse resultado, pois a vitória é algo que soma ao nosso trabalho, é um reconhecimento que vem da avaliação do público — explica Nilton.

No caso da Academia de Samba Puro, a vitória tem até dedicação especial, que vai para o homem que terá sua história contada na Avenida: Renato Portaluppi. Presidente da Samba Puro, Marco Aurélio Rosa de Souza, o mestre Marquinhos, fez questão de dedicar a conquista ao homenageado.

— É um título especial que dedicamos para o Renato. Além disso, a conquista nos faz aumentar ainda mais a expectativa para ganhar o Carnaval — torce o presidente da agremiação do grupo Prata.

Leia mais notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros