Parada desde 2017, obra de UBS é retomada em Viamão - Notícias

Versão mobile

 
 

Retratos do desperdício06/02/2020 | 05h00Atualizada em 06/02/2020 | 05h00

Parada desde 2017, obra de UBS é retomada em Viamão

Trabalhos foram retomados no local em janeiro. Com isso, a prefeitura prevê que trabalhos da UBS estejam concluídos até o meio do ano

Parada desde 2017, obra de UBS é retomada em Viamão Divulgação/Prefeitura de Viamão
Obras foram retomadas em janeiro deste ano Foto: Divulgação / Prefeitura de Viamão

Se o cronograma traçado pela Secretaria Municipal de Saúde de Viamão, na Região Metropolitana, for cumprido à risca, em junho, o bairro Universal terá uma nova Unidade Básica de Saúde (UBS). 

Leia mais
Em Viamão, construção de UBS e creche está parada atrasada em mais de um ano
VÍDEO: construção de UBS e creche está parada há mais de um ano em Viamão
Cruzamento no limite entre Porto Alegre e Viamão está confuso há décadas

Isso porque as obras da UBS Ruth Carodozo, que fica na Estrada da Branquinha, foram retomadas há cerca de duas semanas. O movimento no canteiro de obras ainda é tímido — durante a visita da reportagem, inclusive, não havia equipe trabalhando —, mas a administração pública garante que o cenário mudará ao longo dos próximos meses com a intensificação dos trabalhos.

A UBS Ruth Cardoso é uma das 20 obras que foram citadas na reportagem Retratos do Desperdício, publicada pelo Diário Gaúcho em maio do ano passado. Desde então, o jornal acompanha o desenrolar de cada canteiro de obras, buscando atualizar as comunidades afetadas por estes serviços públicos que deixam de ser prestados. 

Mas o caso da UBS Ruth Cardozo ainda é mais conhecido dos leitores do DG. Em junho de 2018 o local já foi alvo de reportagem, o que se repetiu em abril de 2019 e no especial Retratos do Desperdício. 

O pontapé inicial das obras foi em junho de 2016. Entretanto, conforme a prefeitura, os trabalhos pararam em novembro de 2017, pouco mais de um ano depois. O motivo da interrupção nos trabalhos foi a situação financeira da empresa responsável pela obra. Com sede em Santa Catarina, a empreiteira Conembra atrasou pagamentos e demitiu funcionários, deixando o canteiro às moscas. 

A prefeitura teve que rescindir o contrato e planejar uma nova licitação. O edital lançado em maio do ano passado não deu certo e somente em setembro um novo processo foi concluído.

Secretário de Saúde de Viamão, Carlito Nicolait explica que o processo de retomada de obras paradas é uma prioridade para sua gestão. Atualmente, Carlito diz que, além da UBS Ruth Cardoso, também foram retomadas obras em uma UBS no bairro Estalagem e dois centros de acolhimento no bairro Tarumã.

— No caso das UBSs, também estamos com as licitações para compra de equipamentos e móveis já em andamento. Não adianta deixar o prédio pronto e não ter como iniciar a operação — pondera Carlito.

Conforme o titular da pasta da Saúde, a UBS da Branquinha deve começar com duas equipes de saúde da família atendendo. Cada equipe, conforme estabelece o Ministério de Saúde, possui dois técnicos de enfermagem, um enfermeiro, um médio e pelo menos um agente de saúde.

— A ideia é que a UBS também ofereça atendimento odontológico — projeta o secretário.

No mesmo terreno da UBS, há uma creche que deveria estar pronta. A estrutura também apareceu na reportagem Retratos do Desperdício. Para esta área, entretanto, ainda não há previsão de retomada nas obras.

Falta de contenção preocupa

 VIAMÃO - RS- BR - 27.01.202020 obras da série Retratos do Desperdício.UBS Ruth Cardozo. Ênio Lowe, 56 anos,  tem uma casa e terreno ao lado, sendo que o terreno esta desabando.FOTÓGRAFO: TADEU VILANI - AGÊNCIA RBS EDITORIA DG
Ênio é vizinho da obraFoto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Desde o início dos trabalhos no local, um ponto que chama atenção é a retirada de terra para deixar o terreno nivelado. Com isso, formou-se um grande barranco num dos lados da área. Com o passar do tempo, as chuvas foram desbarrancando a terra, que chegou a invadir parte da obras. No alto do desbarrancado está a casa do marceneiro autônomo Ênio Lowe, 56 anos. Morador desta casa há cinco anos, ele se preocupa com a situação.

— Não bastou tirarem árvores nativas. Construíram em cima de um lugar que pode ter uma fonte de água. É difícil conviver com este risco de desabamento. Ando pensando em me mudar, inclusive — desabafa Ênio.

Conforme o secretária Carlito, está prevista no projeto a construção de muros de contenção na área, pois são essenciais para que a obra seja liberada. O investimento anunciado nesta retomada dos trabalhos foi de R$ 908.198,53. As verbas são do governo federal.

Ficha da obra

UBS Ruth Carodozo

Endereço: Estrada da Branquinha, 3581, Viamão
Estágio da obra: 39%
Quando parou: novembro de 2017
Capacidade: 10 mil pessoas
Valor já investido: R$ 278 mil
Origem dos recursos: R$ 908 mil do Ministério da Saúde
Por que a obra parou? Rescisão de contrato com a empresa construtora da obra
Previsão de conclusão dos trabalhos: obras retomadas em janeiro e inauguração prevista para junho

Leia mais notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros