Manoel Soares sobre o fim da quarentena: "Escolha indecente" - Notícias

Vers?o mobile

 
 

PAPO RETO 28/03/2020 | 05h00Atualizada em 28/03/2020 | 05h00

Manoel Soares sobre o fim da quarentena: "Escolha indecente"

Colunista escreve no Diário Gaúcho aos sábados

Manoel Soares sobre o fim da quarentena: "Escolha indecente" Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

Chega a ser indecente o pedido de optar entre ficar em casa e se proteger ou ir para rua trabalhar, correndo o risco de levar a doença para casa. Os ricos estão fazendo seu isolamento com geladeira cheia e quarto de isolamento, mas esquecem que quem limpa o catarro que cospem do lado da cama é uma moradora de favela, que tem que voltar para casa e cuidar dos filhos e dos pais. 

Leia mais
Manoel Soares: "Vidas dependem disso"
No bairro Bom Jesus, solidariedade na luta contra a pandemia de coronavírus
Cinco razões para você ficar em casa se tiver mais de 60 anos

A ideia de não nos ter servindo suas mesas e limpando seus banheiros é assustadora, por conta disso fazem terrorismo com os pobres dizendo que vamos perder empregos e ficar sem dinheiro. Esqueceram que, em 2008 quando os bancos faliram, arrumaram dinheiro para não deixar quebrar. Mas, agora que o povo precisa ficar em casa, falta dinheiro? 

Exigir que eu e você vamos para a rua trabalhar é nos colocar em risco de levar o vírus para nossos pais e avós. Mas, se a economia for salva, para eles está tudo certo. 

Minha pergunta para quem tem grana é se estariam dispostos a sacrificar alguém da sua família para salvar a economia. Porque é exatamente isso que estão fazendo conosco, exigindo que em nome de nossos empregos e economia mundial, coloquemos os que amamos em risco. Se puder ficar em casa, fique, mas, se for obrigado a sair, se cuide. A ignorância está estalando o chicote.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros