Primeira paciente com coronavírus em Porto Alegre fez coleta domiciliar e não circulou pela cidade - Notícias

Versão mobile

 
 

A chegada do vírus11/03/2020 | 14h38Atualizada em 11/03/2020 | 16h00

Primeira paciente com coronavírus em Porto Alegre fez coleta domiciliar e não circulou pela cidade

Vítima, uma mulher de 54 anos, teve contato com três outras pessoas que também apresentam sintomas e serão testadas

O primeiro caso de coronavírus em Porto Alegre foi confirmado no final da manhã desta quarta-feira (11) pelo secretário municipal de Saúde, Pablo Stürmer. Na terça-feira (10), a Secretaria Estadual da Saúde havia anunciado a primeira infecção do Rio Grande do Sul, em um morador de Campo Bom.

O paciente número 1 de coronavírus da Capital é uma mulher de 54 anos que esteve recentemente na Itália. Ela retornou na última sexta-feira e foi direto para casa, onde está em isolamento desde então. A mulher não circulou pela cidade.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

 — Ela está bem. Não tem indicação de acompanhamento hospitalar. Como não circulou, não temos risco de transmissão pela cidade — disse o secretário.

Apesar disso, as autoridades acompanham três pessoas que estiveram em contato com a mulher e que apresentaram sintomas, entre elas a filha da paciente, de 32 anos. Elas farão coletas de amostras para exame nesta quarta-feira.

Os detalhes sobre o primeiro caso foram apresentados no começo desta tarde no salão nobre do Paço Municipal, em entrevista coletiva com presença do prefeito Nelson Marchezan, do secretário Pablo Stürmer e da secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann.  

Marchezan fez um relato sobre a situação da paciente:

— O primeiro caso é uma mulher de 54 anos, residente e notificada por Porto Alegre. O histórico dela é de viagem a Bergamo, na Itália, por um período de 40 dias. Vinte dias antes do retorno, ela teve um quadro semelhante a gripe. Voltou na sexta-feira passada. O início dos sintomas foi na sexta-feira: febre baixa, dor no corpo, fraqueza e tosse. Na mesma data, entrou em contato com a Vigilância e foi combinada uma coleta domiciliar. A coleta ocorreu nesta segunda. Vinte e quatros horas depois veio confirmação. Essa pessoa ficou em isolamento domiciliar desde a notificação, com uso de máscara — disse o prefeito.

Leia também
VÍDEO: aprenda a fazer a higiene das mãos e saiba qual o modo correto de espirrar e tossir
Campo Bom tem o primeiro caso confirmado de coronavírus no RS
OMS declara pandemia de coronavírus

Os serviços de saúde monitoram pacientes que tiveram contato com a mulher. Três contactantes apresentaram sintomas e devem receber equipes de coleta domiciliar nesta quarta-feira, para verificação da presença do vírus. Um deles é a filha da doente de 54 anos, que esteve junto na viagem à Itália e que, a partir da segunda-feira, apresentou  febre, coriza e tosse.

Os outros dois contactantes suspeitos são um casal que, segundo Marchezan, também esteva na Itália. Marido e mulher apresentaram febre, coriza, cefaleia e dor no corpo. Além disso, Sürmer afirmou que são acompanhados outros três contactantes que não apresentaram nenhum sintoma.

O caso de Porto Alegre é o 35º confirmado no país.  Conforme os dados mais recentes do Ministério da Saúde, há ainda  893 pacientes suspeitos de ter contraído o covid-19, 70 deles no Rio Grande do Sul. A confirmação ou descarte depende do resultado de exames laboratoriais. 

— Talvez este primeiro caso seja emblemático do procedimento correto a ser seguido por quem tiver sintomas. A indicação é que a pessoa não circule, que fique na sua residência. O adequado para verificação é entrar em contato com a vigilância, como neste caso, para coleta domiciliar. Se houver uma circulação mais ampla, há possibilidade de contaminação. Não é recomendado que se  vá ao hospital — afirmou Marchezan.

Casos confirmados

  • SP - 19
  • RJ - 8
  • RS - 2
  • BA - 2
  • AL - 1
  • MG - 1
  • ES - 1
  • DF - 1
 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros