Em Porto Alegre, jovem tetraplégico que é fã de futebol precisa de doações - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso13/05/2020 | 12h30Atualizada em 13/05/2020 | 12h30

Em Porto Alegre, jovem tetraplégico que é fã de futebol precisa de doações

Maurício Luan Maciel de Oliveira tem 21 anos e foi baleado em um briga de trânsito em 2011

Em Porto Alegre, jovem tetraplégico que é fã de futebol precisa de doações Arquivo pessoal/Arquivo Pessoal
Rapaz precisa de uma nova cama Foto: Arquivo pessoal / Arquivo Pessoal

No dia 2 de julho de 2011, uma simples ida a um parque de diversões com suas irmãs e seu cunhado, em Porto Alegre, se tornou um pesadelo para o jovem Maurício Luan Maciel de Oliveira, na época com 12 anos. No meio do caminho, uma briga de trânsito terminou em um único disparo. O tiro acertou a coluna de Maurício e o deixou tetraplégico. O diagnóstico veio como uma bomba para a família e um balde de água fria nos sonhos do menino, que desejava ser goleiro de futebol.

– É muito complicado. Em um dia, tu tens um filho ativo. No outro, precisamos parar toda a nossa vida para cuidar dele – desabafa a mãe de Maurício, a dona de casa Clair Maria da Silva Maciel, 48 anos.

LEIA MAIS   
Elisete, de Cachoeirinha, segue na luta por consulta com especialista em urologia
Na Lomba do Pinheiro, ligação de água é feita após 128 dias
Grupo do bairro Bom Jesus cresce para ajudar, mas segue precisando de apoio 

Desde então, o jovem necessita de uma nova cadeira de rodas e uma cama articulada para o seu conforto. Entretanto, a família não tem condições de arcar com os custos de equipamentos novos.

De acordo com Clair, depois do que aconteceu com Maurício, ela e o marido, Clodoaldo Araújo de Oliveira, 46 anos, não conseguiram mais trabalhar em empregos fixos, pois precisam se dedicar integralmente aos cuidados do filho. Por isso, a família enfrenta  dificuldades financeiras, principalmente durante a quarentena, pois Clodoaldo trabalhava como afiador e não pode mais sair para continuar seu serviço.

Entre contas da casa e gastos com a saúde de Maurício, o gasto mensal da família gira em torno de R$ 1.500. Atualmente, estão se mantendo com a ajuda financeira de amigos e familiares.

seu problema é nosso, spn, ajuda, vaquinha, doação, cadeira de rodas, cama, Maurício Luan Maciel de oliveira
Sempre fã do TricolorFoto: Arquivo pessoal / Arquivo Pessoal

Prioridades: cama e cadeira de rodas 

Logo após o diagnóstico de tetraplegia, Maurício ficou 26 dias internado, sendo cinco na UTI. Além de perder os movimentos, o jovem também teve uma grave escoliose, que precisou ser corrigida com 42 pinos. Os médicos, ainda, precisaram operar os tendões das pernas para que ele pudesse esticá-las e permanecer deitado. 

Por conta disso, Maurício necessita de uma cama que seja confortável e que possa ser facilmente articulada por um controle, para que ele consiga mexê-la como se sentir mais à vontade. A que ele usa atualmente está com cupins, de acordo com a mãe. A cadeira de rodas também está desconfortável para ele, já que o rapaz utiliza a mesma desde que tinha 12 anos. Hoje, ele está com 21 anos. 

Como ajudar a família

/// Além de doações dos equipamentos, a família também aceita alimentos.
/// Para entrar em contato com a família, é possível telefonar para (51) 98910-3005 e falar com Clair.
/// Também há a vaquinha online, no link vaka.me/978118.

Produção: Thayná Souza

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   




 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros