Sine registra longa fila de pessoas em busca de vagas de trabalho e seguro-desemprego em Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

Reflexos da crise14/05/2020 | 17h36Atualizada em 14/05/2020 | 17h36

Sine registra longa fila de pessoas em busca de vagas de trabalho e seguro-desemprego em Porto Alegre

Primeiro a chegar passou a noite em frente à agência para encaminhar documentação

Sine registra longa fila de pessoas em busca de vagas de trabalho e seguro-desemprego em Porto Alegre Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Fila era vista no começo da manhã desta quinta-feira no centro da Capital Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Uma fila que reflete a crise econômica causada pela pandemia do coronavírus: na manhã desta quinta-feira (14), cerca de 200 pessoas buscavam o seguro-desemprego e vagas na agência do Sine de Porto Alegre, no Centro Histórico.

A fila começava na Rua Sepúlveda, dobrava na Siqueira Campos, na Capitão Montanha e chegava na Avenida Mauá.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

O primeiro da fila era Roberto de Souza Santos, 48 anos, morador do bairro Guajuviras, em Canoas. Chegou às 21h30min de quarta-feira (13) e passou a noite no local, sentado no chão, sem dormir.

— Eu trouxe uma térmica de café e fiquei acordado a noite toda. Estou desempregado desde janeiro, mas a empresa encaminhou os documentos errados e só agora consegui vir — disse o ex-operador de máquina em uma gráfica. — Estamos contando com a ajuda de parentes — desabafou.

Roberto de Souza Santos chegou ao local na noite de quarta-feiraFoto: Tiago Bitencourt / Agencia RBS

O segundo da fila também passou a noite em frente à agência. Sérgio Luiz dos Santos, 59 anos, saiu de Sapucaia do Sul e chegou às 22h ao local. Pintor automotivo, ele foi demitido no último dia 4, após oito anos e meio de serviço.

— Eles alegaram que o serviço reduziu por causa da crise e me demitiram. A minha esperança é que logo tudo melhore.

Funcionários do Sine percorriam a fila pedindo documentos para agilizar o atendimento. Quem procurava emprego foi colocado de forma separada e ingressava na agência em pequenos grupos, sendo obrigatório estar de máscara e com as mãos higienizadas — álcool gel era disponibilizado na entrada.

O atendimento presencial no Sine foi retomado na última segunda-feira. Devido à pandemia de coronavírus, até então, somente o seguro-desemprego pré-agendado era atendido. 

Leia também
Batata é vilã em cesta básica que subiu 5,85% na Capital
Coronavírus reduz total de vagas em albergues, e prefeitura amplia abrigos 24h para moradores de rua na Capital
Unidade de Saúde Belém Novo passa a funcionar até as 22h

O que diz o Sine

Segundo o gerente do Sine Porto Alegre, Diego Rojas, o aumento na procura do encaminhamento do seguro-desemprego é o motivo das longas filas. Além disto, desde segunda-feira (11), também estão sendo realizados encaminhamentos de vagas para recolocação no mercado de trabalho.

— Por conta das demissões e também pela pandemia, estamos nos organizando para atender da melhor forma, preservando a saúde dos funcionários e de quem procura atendimento. Mas o tempo de atendimento acaba sendo pouco, pela grande procura. 

Ainda conforme o gerente, os atendimentos estão sendo organizados por hora e com fichas.

— Nós distribuímos, na fila, fichas para atendimento das 8h às 17h e cada pessoa tem um horário para comparecer. Assim evitamos aglomerações internas e também a necessidade de que a população aguarde muito tempo no mesmo local.

O Sine Municipal ressalta que lugares foram marcados no chão, para que a população mantenha a distância segura.

FGTAS

A Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) garante que todas as agências do Sine estão abertas e realizando atendimento. A orientação é de que a população esclareça dúvidas e faça encaminhamentos na agência do Sine de sua cidade, evitando de se deslocar até outro município. Ainda conforme a FGTAS, cerca de 25% dos funcionários das unidades são do grupo de risco.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros