Em formato de drive-in, circo volta a receber público em Porto Alegre - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Malabarismo contra a covid 07/06/2020 | 21h46Atualizada em 07/06/2020 | 21h47

Em formato de drive-in, circo volta a receber público em Porto Alegre

Dentro dos carros, frequentadores vibram por meio de toques de buzina e sinais de luz 

Em formato de drive-in, circo volta a receber público em Porto Alegre Marco Favero/Agência RBS
Artistas procuram alternativas para manter a atividade na Capital Foto: Marco Favero / Agência RBS

Durante duas horas, carros são transformados em camarotes particulares para um público sedento por diversão assistir a apresentações de mágica, palhaçadas e ao tradicional globo da morte na zona sul de Porto Alegre. Em lugar dos aplausos, toques de buzina e sinais de luz marcam a vibração de crianças e adultos com o retorno do circo em tempos de pandemia. 

Fechado desde março em razão do coronavírus, o Park e Circo Las Vegas  voltou à atividade no mês passado com adaptações para garantir a alegria dos frequentadores e o sustento dos artistas circenses com menor risco de contágio.  

Leia mais
Melhorias na fachada, sistema de monitoramento e liberação para manifestações religiosas: o que prevê o edital de concessão do Mercado Público
Pelotas recebe doação de 20 mil máscaras, fruto de parceria de Grupo RBS, Lojas Lebes e Lojas Renner
Resultados das lives: artistas se envolvem em entregas de doações pelo Estado

Neste sábado (6), apesar do mau tempo, dezenas de pessoas compareceram a cada uma das três sessões previstas na Avenida Juca Batista em meio a contorcionismos para reduzir a ameaça da covid-19. A principal medida adotada para aumentar a segurança sanitária foi retirar as arquibancadas e receber as pessoas em formato de drive-in, com todo mundo acomodado dentro de seus próprios carros.  

A iniciativa, que deverá seguir se repetindo neste domingo e nos próximos finais de semana, atraiu gente de todas as idades. Famílias como os Madeira, da Capital, que se dividiram em três veículos com ocupantes de cinco a 88 anos, deixaram de lado a preocupação com as crises política e sanitária para rir com palhaços de verdade. 

— Adoramos circo e fizemos questão de vir para prestigiar os artistas que enfrentam tantas dificuldades econômicas — afirmou a analista judiciária do Tribunal de Justiça Maria Izabel Madeira Mariano, 46 anos.  

Em seu carro, Maria Izabel estava com a filha Maria Lorraine, cinco anos. No veículo ao lado, se divertiam a mãe de Maria Izabel, Zilá Madeira Mariano, 88 anos, e a madrinha Zulma Madeira de Abreu, 80 anos, que guiou o Celta até o lugar reservado a elas sob a lona. Entre as atrações a que assistiram se destacavam um gorila mecânico gigante e o tradicional globo da morte, dentro do qual motocicletas se cruzam em alta velocidade.

Para voltar a trabalhar e a entreter o respeitável público em meio à pandemia, o mágico e administrador do Las Vegas, Alex Guilherme dos Santos, precisou tirar vários coelhos da cartola: os interessados em comprar ingressos entram em contato por telefone, depositam o valor do bilhete e fornecem o número da placa do carro para evitar qualquer tipo de contato pessoal que possa abrir caminho para o novo vírus.

Mesmo que a lotação máxima tenha sido reduzida de 700 pessoas para 80 — há vagas para 16 veículos que podem levar até cinco ocupantes — Santos afirma que os malabarismos para manter o circo funcionando garantem uma renda mínima a cerca de 50 profissionais:  

— Para nós, a grande vitória é poder voltar a trabalhar apesar de todas as dificuldades. Esperamos continuar operando dessa forma até tudo voltar ao normal. 

Ao final do espetáculo, o mestre de cerimônias agradece a quem compareceu: 

— Já fizemos muitas apresentações para coletar donativos. Hoje é a nossa vez. 

Enquanto não há mágica que faça o coronavírus desaparecer, os artistas embaixo da lona se viram como podem para fazer de conta — mesmo por apenas duas horas — que tudo está bem. 

 Serviço  

Park e Circo Las Vegas  

  • Onde: Av. Juca Batista em frente à Igreja Menino Jesus de Praga, Porto Alegre  
  • Ingressos: R$ 30 por carro 
  • Como comprar: pelos telefones (54) 99935-2078 ou (49) 99948-6576, com posterior depósito bancário  
  • Horários: sextas às 20h, sábados e domingos às 15h, 17h30min e 20h30min 
 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros