Preço do botijão de gás pode variar até R$ 17,90 nas revendas de Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

Vale a pesquisa25/07/2020 | 05h00Atualizada em 25/07/2020 | 05h00

Preço do botijão de gás pode variar até R$ 17,90 nas revendas de Porto Alegre

Após mais um aumento do gás de cozinha, levantamento do Diário Gaúcho em 31 estabelecimentos da Capital mostra os preços mais em conta.

Preço do botijão de gás pode variar até R$ 17,90 nas revendas de Porto Alegre Isadora Neumann/Agencia RBS
Petrobras anunciou novo aumento do GLP nesta semana Foto: Isadora Neumann / Agencia RBS

Nesta semana, a Petrobras aprovou um novo aumento no preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), mais conhecido como gás de cozinha. O acréscimo de 5% no valor está na mesma faixa do mês passado. 

Para ajudar o cliente na hora da escolha, o Diário Gaúcho entrou em contato com 31 revendedoras de gás de Porto Alegre

A conclusão foi de que vale a pena pesquisar: foi possível notar que o valor do botijão de 13 quilos – conhecido como P13 –, quando retirado no posto de gás, pode variar até R$ 9,90 – de R$ 65 a R$ 74,90. Para quem prefere receber o produto em casa, por meio de telentrega, o valor vai dos R$ 70 aos R$ 87,90 – variação de até R$ 17,90. 

Os preços com telentrega podem variar, dependendo da distância entre a loja e a residência do consumidor. Como base para este levantamento, foram questionados os valores com entrega para quem mora no mesmo bairro ou bairros mais próximos dos revendedores. O DG também pesquisou os preços do botijão de 45 quilos (P45) – os valores se referem ao custo com telentrega.

Leia mais
Consumo de ovo ganha força durante a pandemia, mas procura faz preços subirem
O Diário Gaúcho te ajuda a entender as mudanças previstas na gasolina
Preço da carne sobre até 40% durante a pandemia

 Nem todos os postos de gás já repassaram o  aumento recente nos preços ao consumidor. Assim, para quem pretende trocar o botijão, este pode ser o momento de conseguir um preço mais baixo do que aquele que deve ser fixado nos próximos dias.

Com o novo reajuste, o preço médio da Petrobras às distribuidoras será equivalente a R$ 26,55 pelo botijão P13 – o mais comum nas residências. 

Apesar do novo aumento, a companhia afirmou que, no acumulado de 2020, o produto ainda registra queda de 4,5%, ou R$ 1,26, no que se refere ao botijão P13. Para o consumidor, porém, a queda anunciada pela Petrobras não é perceptível. 

Comparando os preços pesquisados pelo DG nesta sexta-feira (24) com números de fevereiro, quando o último levantamento foi publicado no jornal, o preço do botijão P13, por exemplo, subiu levemente quando retirado nos postos de gás – foi de R$ 69,31 para R$ 69,42 na média, elevação de 0,1%. Já quando o pedido é feito para telentrega, o botijão de cozinha saiu dos R$ 79,29 e caiu para R$ 78,80 – redução de 0,61%.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros