Comércio em Porto Alegre poderá funcionar nos próximos três dias e sem restrição de horário - Notícias

Versão mobile

 
 

Reabertura06/08/2020 | 21h02Atualizada em 06/08/2020 | 21h02

Comércio em Porto Alegre poderá funcionar nos próximos três dias e sem restrição de horário

Decreto libera ainda funcionamento do Mercado Público, salões de beleza e barbearias por tempo indeterminado

Comércio em Porto Alegre poderá funcionar nos próximos três dias e sem restrição de horário Mateus Bruxel/Agencia RBS
Lojas poderão reabrir na Capital para compras do Dia dos Pais Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Lojas de rua, de centros comerciais e de shoppings poderão funcionar de sexta-feira (7) a domingo (9), em Porto Alegre. Em decreto, publicado nesta quinta-feira (6), a prefeitura não impõe restrição de horário para essas atividades.

 — Esta é uma regra excepcional para que o comércio possa aproveitar as vendas do Dia dos Pais — disse o prefeito Nelson Marchezan após reunião com o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus.

Já o Mercado Público, o Mercado do Bom Fim, salões de beleza e barbearias estão liberados a partir de sexta-feira (7), mas, diferentemente do restante do comércio, por tempo indeterminado. Os estabelecimentos precisam seguir regras e restrições e funcionamento (confira abaixo).

Leia mais
Entenda o que já está valendo e o que pode mudar nas bandeiras de risco
Marchezan propõe que reabertura comece por construção civil e indústria
Mesmo na bandeira vermelha, Novo Hamburgo vai permitir abertura de comércio 

A prefeitura está elaborado, em conjunto com entidades empresariais e comerciais, o planejamento de retomada gradual dos demais setores para a próxima semana.

Mercado Público e Mercado do Bom Fim

  • Precisam controlar o fluxo de pessoas e realizar aferição de temperatura de clientes e funcionários
  • Precisam respeitar ocupação máxima de 25% da capacidade
  • Não será permitido acesso às bancas
  • Funcionamento deverá ocorrer com os portões fechados, à exceção dos espaços com acesso pela Praça XV de Novembro e Avenida Borges de Medeiros
  • Estabelecimentos de alimentação poderão atender exclusivamente pelos sistemas de pegue e leve (takeaway) e telentrega (delivery)

Salões de beleza e barbearias

  • Salões de beleza e barbearias estão liberados para atender ao público com equipes reduzidas e restrição do número de clientes simultâneos
  • Lotação nas salas de espera ou de recepção não poderá exceder a 30% da capacidade
  • Também devem ser observadas a distância mínima de 4 metros entre os clientes e as regras de higienização

Bares e restaurantes

  • As praças de alimentação de shoppings e centros comerciais não estão autorizadas a abrir, assim como bares e restaurantes de rua

Confira a íntegra do decreto


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros