Fechado há oito meses, zoológico de Sapucaia volta a receber visitantes  - Notícias

Versão mobile

 
 

Reabertura 26/11/2020 | 21h12Atualizada em 27/11/2020 | 09h08

Fechado há oito meses, zoológico de Sapucaia volta a receber visitantes 

Funcionários oferecem álcool gel e medem a temperatura dos visitantes, além ser exigido o uso de máscara

Fechado há oito meses, zoológico de Sapucaia volta a receber visitantes  Mateus Bruxel/Agencia RBS
Um dos locais mais visitados do parque são os espaços dos dois tigres e do leão Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Fechado desde o dia 17 de março, o Parque Zoológico de Sapucaia do Sul reabriu os portões ao público nesta quinta-feira (26). Os mil habitantes do zoológico permaneceram oito meses com uma paz e um silêncio incomum — o local chegava a receber mais de 2 mil visitantes em um único dia antes da pandemia. Nesta manhã, as primeiras famílias voltaram a circular entre as jaulas de tigres e do leão, com a euforia dos pequenos se misturando aos sons da natureza.   

— Nas primeiras semanas vamos ficar atentos a como nosso público vai se comportar e se será necessário adaptar algum ponto em relação à visitação do zoológico. Os visitantes devem usar a máscara durante todo o período de visitação — diz Caroline Weissheimer Costa Gomes, veterinária e gestora do parque. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

O horário de funcionamento é das 9h às 17h, de terças a domingos. Inicialmente prevista para ocorrer em julho, a reabertura do zoo foi prorrogada devido a um decreto municipal que fechou parques e praças de Sapucaia do Sul em razão do aumento no número de casos e óbitos decorrentes da covid-19. 

A gestora do zoológico avalia que os animais não ficarão estressados com a retomada da presença do público: 

— Os animais já estão aqui faz bastante tempo e eles têm uma boa relação com o público. Quando as visitas foram suspensas observamos que alguns animais até sentiram falta do movimento das pessoas. Os técnicos vão observar o comportamento, mas não há previsão de um movimento exacerbado de pessoas. 

O limite de automóveis de passeio permitidos para acessar o parque foi reduzido para 500 — antes era 2 mil. A orientação da administração do zoo é chegar pela manhã e nos dias de semana. O domingo costuma ser o dia de maior fluxo e a lotação máxima pode ser atingida rapidamente. A dica de Caroline é que o público acompanhe a página do Zoo no Facebook, onde serão divulgadas atualizações sobre a lotação.

Outra restrição é o impedimento do acesso de ônibus e micro-ônibus com excursões. Apenas são recebidos visitantes a pé ou em veículos de passeio para evitar aglomerações.

Leia também
Ideias fora do papel: professor de Alegrete conta como inovou nas aulas remotas de Artes
Mesmo com forte calor, ar-condicionado dos ônibus da Capital deve ficar desligado para evitar coronavírus
Creche do bairro Sarandi faz campanha para construção de biblioteca comunitária

Para a reabertura, o zoológico espalhou cartazes informativos com as regras que precisam ser obedecidas pelos visitantes. A ala das cobras, por se tratar de uma edificação fechada, não está liberada para visitação do público. A área das churrasqueiras está fechada ao público.

Os frequentadores podem realizar piqueniques, desde que não cause aglomeração de mais de oito pessoas — mas os churrascos não são permitidos. Além disso, restaurante, lancherias e quiosques estão abertos. 

A aquisição de ingressos é realizada exclusivamente na bilheteria localizada no pórtico de entrada do zoológico. O pagamento deve ser feito somente em dinheiro, não sendo aceito cartões. Os valores para pedestres são de R$ 10 (adulto) e R$ 5 (crianças acima de cinco anos, idosos e estudantes). No caso de automóveis, o valor é de R$ 50 e motos, R$ 20. 

Primeiros visitantes

Umas das primeiras famílias a visitarem o zoológico na manhã desta quinta-feira foi a da dona de casa Claudete dos Santos. Acompanhada do marido e dos três filhos, de cinco, nove e 12 anos, ela contou com a sorte ao sair de Novo Hamburgo até o Sapucaia.

— Meus três filhos estão em casa desde o início da pandemia e eles têm muita energia. Não sabia que iria reabrir hoje, preparamos uns lanches e viemos. Com esse calor estou vendo que eles vão querer comprar um picolé, porque tá muito abafado — disse a mãe. 

 SAPUCAIA DO SUL, RS, BRASIL, 26-11-2020: Parque Zoologico de Sapucaia do Sul volta a receber visitantes apos meses fechado devido a pandemia. As regras para visitacao acompanham disposicoes do modelo de distanciamento controlado do Estado.  Entre as medidas, a entrada fica limitada a 500 carros por dia, obrigatoriedade do uso de mascaras, a area de churrasqueiras fica fechada, mas piqueniques estao liberados, e a pracinha infantil esta interditada. (Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS)Indexador: Mateus Bruxel<!-- NICAID(14653488) -->
José em frente ao espaço dos babuínos Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

O filho José, de nove anos, era o mais empolgado. Vestindo uma máscara de super-herói, o pequeno ficou surpreso que o macaco conseguia descascar uma banana. Com o celular na mão, tirava fotos e gravava vídeos sem parar. 

— Eles estão comendo banana e goiaba. Os babuínos ficaram nervosos quando me viram. Também gostei muito dos tigres e do leão — contou. 

A atendente de farmácia Graziela Griza também montou uma programação diferente para a família nesta manhã. De folga do trabalho, ela telefonou ao parque e descobriu que a reabertura ocorreria nesta quinta. Os filhos Eduardo, 9 anos, e Pedro, de 2, estavam empolgados com a grande quantidade de animais. 

— O pequeno queria encontrar dinossauros, mas tive que explicar que ele não ia encontrar aqui — brincou a mãe. 

Melhorias durante a pandemia 

A administração do zoológico aproveitou o período que permaneceu fechado para melhorias na jaula do leão Jerônimo, de 22 anos. Conforme Caroline, Jejê sofre com dificuldades para enxergar e problemas de mobilidade. Adaptações foram feitas no espaço para facilitar a vida de um dos animais mais visitados do zoo. 

 SAPUCAIA DO SUL, RS, BRASIL, 26-11-2020: Leao. Parque Zoologico de Sapucaia do Sul volta a receber visitantes apos meses fechado devido a pandemia. As regras para visitacao acompanham disposicoes do modelo de distanciamento controlado do Estado.  Entre as medidas, a entrada fica limitada a 500 carros por dia, obrigatoriedade do uso de mascaras, a area de churrasqueiras fica fechada, mas piqueniques estao liberados, e a pracinha infantil esta interditada. (Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS)Indexador: Mateus Bruxel<!-- NICAID(14653481) -->
Leão Jerônimo tem 22 anosFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

— Ele já é um senhor leão. Tiramos a piscina para a segurança dele, para não tropeçar, entrar na água e ter dificuldade de sair. Também foram retirados os degraus para que ele possa caminhar sem se machucar, aumentando o espaço em 30% — informou.

O muro que recobre a área externa do abrigo de Jerônimo também passou por reformas, com pintura e corrimão novos.

Novas regras no zoo

  • Entrada limitada a 500 carros por dia
  • Obrigatório uso de máscara
  • Serão utilizadas demarcações de distanciamento
  • Autorizada a realização de piqueniques, desde que não cause aglomeração de mais de oito pessoas
  • Minimuseu, serpentário e pracinha estão fechados para visitação
  • A área das churrasqueiras está fechada ao público
 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros