Balneário Pinhal: bombeiros voluntários fazem festa surpresa para menina de oito anos - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso18/12/2020 | 09h34Atualizada em 18/12/2020 | 09h34

Balneário Pinhal: bombeiros voluntários fazem festa surpresa para menina de oito anos

O sonho de Isadora era ver de perto a atuação dos bombeiros

Balneário Pinhal: bombeiros voluntários fazem festa surpresa para menina de oito anos Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Uma surpresa para a menina Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

O sonho de uma menina, que completou oito anos na terça-feira passada, encheu o coração do Corpo de Bombeiros Voluntários de Balneário Pinhal (CBVBP). Isadora Gambarra Shuncki ganhou uma festa surpresa do grupo de voluntários, após uma das integrantes ver a postagem da mãe, em uma rede social, relatando que não poderia fazer algo especial no aniversário da menina.

LEIA MAIS
Iniciativa na zona norte de Porto Alegre busca ampliar atendimento a crianças e jovens
Presente de aniversário: família de Alvorada faz campanha para comprar prótese de Daniel
Iniciativas sociais pedem ajuda para fazer o Natal mais feliz 

– Trabalho com ações sociais há tempo e conheço a família da Isadora. A mãe dela publicou no Facebook que não poderia dar uma festa de aniversário, e aquilo me comoveu. Entrei em contato com o grupo de bombeiros e também com amigos do bairro e, em menos de uma hora, levantamos as doações para a festinha – conta a bombeira voluntária Gregória Dela Libera, 53 anos. 

Em contato com a mãe, a serviços gerais desempregada Lunara Aline Pacheco, 31 anos, Gregória soube da vontade de Isadora de conhecer o trabalho dos bombeiros e, imediatamente, atendeu ao pedido da menina.

– Ela não acreditou quando nos viu entrando na casa. Foi muito emocionante – conta a voluntária. 

Sonho

– Quero ser bombeira quando crescer e entrar no caminhão – responde Isadora, quando questionada sobre qual é seu sonho.

Segundo a mãe, a festa não teria sido possível em função da condição financeira da família. Há alguns meses, Lunara perdeu o esposo e, agora, cria as três filhas sozinha, com apenas o valor do Bolsa Família. Receber os bombeiros em casa foi uma grande alegria: 

– A Isadora tem muita vontade de andar com os bombeiros no caminhão, mas ainda não é possível por causa do coronavírus. Mas é o sonho dela! Aí, agora, temos a amizade da dona Gregória, que nos ajuda e logo a Isadora vai poder conhecer mais o trabalho deles. 

Celebrar a vida é uma vitória para Isadora. A mãe destaca que ela sofre com hepatite autoimune – uma doença causada por um distúrbio do sistema imunológico, que desencadeia uma inflamação crônica. Frequentemente, mãe e filha vão ao hospital para o tratamento. Isadora enfrenta a doença desde o primeiro ano de idade. 

Apesar de ter que evitar guloseimas e gordura, a mãe disse que ela pode aproveitar os quitutes levados pelos voluntários. 

– Eu gostei de comer tudo – afirma a menina. 

No final do dia, Isadora ainda pode conferir de perto o caminhão dos bombeiros na ação natalina organizada pelo CBVBP, Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Serviços (Acisp), Rotary Clube e prefeitura. A Carreta Encantada faz diferentes trajetos, levando esperança e lembrancinhas para as crianças, por bairros de Balneário Pinhal e região. 

Trabalho próximo da comunidade

Segundo o presidente do CBVBP, o escriturário e técnico em Enfermagem Daniel Schalemberger, 36 anos, a iniciativa dos voluntários é muito positiva com a comunidade local: 

– Nossa atuação é um pouco diferente dos bombeiros militares, pois, como associação, conseguimos fazer um trabalho mais social. Isso é o bacana do voluntariado. 

seu problema é nosso , spn , Corpo de Bombeiros Voluntários de Balneário Pinhal , carreta encantada <!-- NICAID(14670304) -->
Carreta encantada no Túnel VerdeFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Em relação à ação natalina, Daniel conta que o caminhão dos voluntários é uma doação feita pela Receita Federal. O veículo estava apreendido devido à utilização para contrabando: 

– Mas, agora, essa carreta traz alegria para os moradores. Vemos nos olhos das pessoas a emoção e conseguimos perceber que atingimos nossa missão, que é de levar esperança nesse momento tão delicado que estamos passando.

Ceia para a família de Isadora

/// Lunara diz que, neste ano, com a perda do esposo, ela conta com a solidariedade de amigos e entidades para suprir necessidades das filhas. Neste Natal, a família precisa de alimentos para a ceia. 

/// Quem puder ajudar deve entrar rem contato pelo WhatsApp (51) 99282-8407. 

/// A família mora próximo ao Túnel Verde, em Balneário Pinhal.

Produção: Caroline Tidra

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso  


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros