Doações para Orquestra Villa-Lobos alcançam 152% da meta inicial da campanha - Notícias

Versão mobile

 
 

Solidariedade19/12/2020 | 05h00Atualizada em 19/12/2020 | 05h00

Doações para Orquestra Villa-Lobos alcançam 152% da meta inicial da campanha

A meta inicial era arrecadar R$ 55 mil, custo mensal de funcionamento do projeto que tem 150 alunos, mas valor passou dos R$ 83 mil

Doações para Orquestra Villa-Lobos alcançam 152% da meta inicial da campanha Félix Zucco/Agencia RBS
Alunos estão tendo aulas virtuais neste ano Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Não vai ser dessa vez que uma das orquestras mais queridas de Porto Alegre vai guardar os instrumentos. Depois de um hiato no início da pandemia, o sucesso de uma campanha de financiamento coletivo permitiu o retorno dos trabalhos em setembro. E a arrecadação pela plataforma Catarse, que encerrou ontem, ainda garantirá a continuidade dos trabalhos da Orquestra Villa-Lobos nos primeiros meses de 2021. 

Leia mais
Orquestra Villa-Lobos promove financiamento coletivo para não encerrar atividades
Após financiamento coletivo, Orquestra Villa-Lobos retoma atividades
Após reportagem, projeto de distribuição de almoços passa a atender 500 pessoas ao dia 

Em abril, diante dos efeitos da pandemia, a prefeitura encerrou o convênio com o Centro de Promoção da Criança e do Adolescente São Francisco de Assis, que repassava os valores à orquestra. Assim, os trabalhos precisaram parar e todos professores foram desligados. Para se reinventar, a turma da Vila Mapa, comunidade do bairro Lomba do Pinheiro, lançou a vaquinha online. A meta inicial era arrecadar R$ 55 mil — custo mensal de funcionamento do projeto que tem 150 alunos, mas como a maioria participa de mais de uma oficina, são cerca de 230 atendimentos, agora online, por semana. 

A barreira, entretanto, foi bem superada. Até a tarde de ontem, poucas horas do fim da campanha, já haviam sido arrecadados R$ 83.964,00, valor correspondente a 152% da meta inicial. Foram quase 450 colaboradores que fizeram parte dessa história, como conta no site da campanha. 

Para a maestrina e coordenadora da Orquestra Villa-Lobos, Cecília Rheingantz Silveira, o sucesso da campanha foi como uma demonstração do carinho da cidade para com a iniciativa, que já existe há 28 anos. Como o projeto trabalhava já algum tempo com apoio público, foi um desafio iniciar o pedido de ajuda. 

— E ficamos muito felizes com esse resultado. As doações vão garantir a continuidade do trabalho nos dois primeiros meses do ano. A campanha nos trouxe não só a garantia de seguir com as aulas, mas a alegria pelo envolvimento e a solidariedade com a qual fomos acolhidos por tantas pessoas da nossa cidade — comemora Cecília.

Professores puderam ser recontratados

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 18-12-2020: Orquestra Villa Lobos arrecada mais de R$ 80 mil em campanha online, 150% acima da meta de arrecadação. Na foto,Patrícia Celaro Dolores  (FOTO FÉLIX ZUCCO/AGÊNCIA RBS, Editoria de Geral).<!-- NICAID(14672048) -->
Patrícia é professora, mas também já foi aluna da orquestraFoto: Félix Zucco / Agencia RBS

Já em setembro, quando as aulas puderam retornar, a comemoração era pela possibilidade de recontratar os 20 professores da orquestra, dos quais 14 são cria do projeto, tendo aprendido a arte da música e da instrumentalidade também na Villa Lobos. Uma destas é a professora Patrícia Celaro, 29 anos. Sua iniciação na formação musical foi no projeto na comunidade da Zona Leste. Para ela, o sucesso da campanha de arrecadação foi recompensador:

— A quantidade de pessoas que nos ajudaram me deixou feliz e esperançosa. Não só por garantir a continuidade de um trabalho que contempla tantas crianças gratuitamente, mas por vermos o reconhecimento e a admiração das pessoas. É bom saber que não estamos sozinhos — conta Patrícia.

A aluna de violino Rubi Emanuely Cardoso dos Santos, 13 anos, se emociona ao comemorar a continuidade da ação. Ela integrou o projeto Afrika, apresentação da Orquestra Villa-Lobos que venceu na categoria Espetáculo do Ano no Prêmio Açorianos de Música deste ano, que teve seus vencedores anunciados no final de novembro.

— Sempre sonhei em entrar na orquestra. E com esse tanto de pessoas que nos ajudaram a seguir com as oficinas, fico muito feliz. O espetáculo Afrika foi incrível. E com mais aulas, podemos fazer mais trabalhos ainda. Agora, só esperamos passar isso (a pandemia), para poder ver meus amigos e colegas novamente, pois estou com saudade — diz a jovem violinista.

Para 2021, Cecília conta que a expectativa é de que a prefeitura volte a apoiar projetos culturais e sociais como a Orquestra Villa-Lobos.  Por nota, a Secretaria Municipal de Educação diz que os projetos “podem retornar em 2021, com seus parceiros habituais”.

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 18-12-2020: Orquestra Villa Lobos arrecada mais de R$ 80 mil em campanha online, 150% acima da meta de arrecadação. Na foto, Rubi Emanuely Cardoso Santos  (FOTO FÉLIX ZUCCO/AGÊNCIA RBS, Editoria de Geral).<!-- NICAID(14672046) -->
Rubi está realizada pela continuidade do projetoFoto: Félix Zucco / Agencia RBS

Projeto existe desde 1992

A Orquestra Villa-Lobos é um projeto de educação musical desenvolvido desde 1992 na Escola Municipal de Ensino Fundamental Heitor Villa-Lobos, na Lomba do Pinheiro, na periferia de Porto Alegre. Em seus anos de existência, a orquestra lançou dois CDs: O Trenzinho do Caipira, de 2002, e Olhos Coloridos, de 2008; um livro: Orquestra Villa-Lobos — Música que Transforma, de 2012; e um DVD: Orquestra Villa-Lobos ao Vivo, de 2013. 

Ao longo de quase 30 anos, a Villa-Lobos fez mais de 1,2 mil concertos, assistidos por mais de 350 mil pessoas.

Como ajudar

/// A Orquestra Villa-Lobos aceita doações através de transferência bancária. 

/// Informações sobre como ajudar por este meio podem ser obtidas pelo telefone (51) 99954-8897.

/// O contato também pode ser feito pelo e-mail orquestravillalobos@terra.com.br.

Leia mais notícias do Diário Gaúcho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros