Estudante: confira dicas e ofertas de estágios  - Notícias

Versão mobile

 
 

Oportunidade01/12/2020 | 16h40Atualizada em 01/12/2020 | 16h52

Estudante: confira dicas e ofertas de estágios 

A adaptação de empresas à nova realidade de trabalho remoto viabilizou a abertura de vagas e a procura por estagiários aumentou no segundo semestre deste ano

Estudante: confira dicas e ofertas de estágios  WavebreakmediaMicro/stock.adobe.com
Especialistas falam da adaptação das empresas e confiança em recolocar novos estagiários no mercado Foto: WavebreakmediaMicro / stock.adobe.com

A busca por estagiários tem crescido, após um período de redução de contrações causado pela pandemia. Conforme pesquisa realizada pela Companhia de Estágios, consultoria especializada em recrutamento e seleção de estagiários, trainees e jovens aprendizes, neste semestre, houve um aumento de 35% na oferta de vagas em relação ao semestre passado. 

O levantamento aponta que foram dois os fatores que impulsionaram a maior procura: a adaptação de empresas à nova realidade de trabalho remoto e os vencimentos dos contratos de estágios. 

– As empresas que lançavam programas de estágio no primeiro semestre, entre abril e maio, não realizaram as seleções. No início do segundo semestre, muitas delas ainda optaram por esperar. Só no final de setembro, começou a procura das empresas em realizar os lançamentos de programas para o início do ano que vem, companhias que seguraram essas vagas. A promessa de vacina em breve e a questão de aprender a trabalhar e se adaptar em home office deu esperanças às empresas de que hoje é possível abrir vagas – afirma o CEO da Companhia de Estágios, Tiago Mavichian.

Segundo Tiago, atualmente, a agência tem 78 vagas para programas de estágio em empresas no Rio Grande do Sul, sendo a maioria delas multinacionais.

Para o supervisor de operações de estágio do Ciee, Marcos Pan, esse aumento também é visto como uma retomada de contrações pausadas no início da pandemia: 

– As ofertas por estágios tiveram uma queda de 20% em todo o Estado. A partir de agosto, esse número se estabilizou e começou a crescer o oferecimento de estágios, novamente. Já recuperamos 7% em relação ao que era ofertado antes da pandemia – explica o supervisor.

LEIA MAIS
Confira mais de 1,9 mil oportunidades de trabalho
Confira dicas de cursos online para turbinar o currículo durante o isolamento social
Saiba como driblar a ansiedade antes e durante uma entrevista de emprego

Mudanças

Marcos destaca que, atualmente, a área em que há maior procura é a de tecnologia da informação (TI). Além da área específica, ele aponta que há um acréscimo em vagas para alunos do Ensino Médio.

– Muitas empresas já estão adaptadas e optaram por deixar os estagiários em home office. A supervisão ocorre de forma virtual. Mas muitos estagiários atuam presencialmente também – explica.

Segundo Marcos, é normal o sentimento de desmotivação no contexto atual, com a suspensão de aulas presenciais, entre outras atividades, mas a prática continua sendo importante para a formação de carreiras: 

– O estágio ainda é o momento em que o estudante do Ensino Médio pode descobrir uma área e pensar no curso de graduação que quer cursar. Ou até mesmo desistir de uma área justamente por ter um contato mais próximo. Além de fortalecer o conhecimento com a proximidade de profissionais. A orientação também vale para o Ensino Superior. 

Conforme Tiago, no início da pandemia e das paralisações de serviços, muitos estudantes procuraram a agência com dúvidas sobre a garantia de ser mantido o estágio: 

– Orientamos as empresas a colocarem os estagiários em recesso. Elas precisaram se adaptar ao mesmo tempo, até que saiu a medida provisória que autorizou aprendizes e estagiários a trabalharem remotamente. Foi visto um movimento em muitas companhias de ceder equipamentos para facilitar minimamente uma infraestrutura de trabalho em casa. 

Modelos híbridos à vista

Há uma perspectiva de um futuro diferente, de acordo com Tiago, algumas pesquisas apontam para um modelo híbrido, e ele acredita que é uma tendência manter o home office por parte da semana e diminuir ainda mais a presença dentro de escritórios. 

– Pensávamos que os mais novos iriam adorar a ideia do home office, mas vimos em uma pesquisa que são os mais velhos que preferem ficar em casa, enquanto as pessoas mais novas querem vir para o escritório, aprender e se jogar, além de terem um profissional como referência. A faixa daqueles com idade entre 18 e 22 anos foi a mais atingida, foram os que sentiram o maior impacto. Eles tiveram que adaptar e aprender virtualmente, sendo que muitos vieram de um aprendizado 100% presencial. Com certeza, as próximas gerações serão mais ligadas ao online – explica Tiago. 

Tudo online

O Ciee facilitou até mesmo o encaminhamento de assinaturas de contratos durante a pandemia, como explica Marcos: 

– Antes, o estudante tinha que buscar os documentos, levar para empresa e depois entregá-los novamente. Esse processo demorava até uma semana. Agora, ele não precisa mais vir até a sede do Ciee, pois os documentos podem ser digitalizados e realizadas as assinaturas eletrônicas. Houve uma facilitação do trâmite e o estagiário pode começar no outro dia. 

Em busca de uma chance? Tiago Mavichian dá cinco dicas importantes para os estudantes:

1ª dica
/// Tem vagas no mercado de trabalho. Muitas pessoas não buscaram durante a pandemia por falta de oportunidades na sua área ou porque estavam impactadas com a covid-19, mas, hoje, há vagas. 

2ª dica
/// Cursos complementares ainda são vistos e valorizados, como Inglês e Excel.

3ª dica
/// Hoje, o recrutador abre mão de alguns requisitos, pois o foco é muito mais no potencial da pessoa. A forma como o indivíduo se comporta diante de um pedido fora do previsto, o modo como trabalha em equipe e a maneira como age emocionalmente sob pressão são características cada vez mais analisadas na hora de selecionar um profissional.

4ª dica
/// Trabalho voluntário é um diferencial. Aproveite oportunidades durante a graduação, como a atuação em um diretório acadêmico, atividades de pesquisa, em empresa júnior. É bem visto na hora do processo.

5ª dica
/// O que você fez na pandemia? Esta será a pergunta chave. Se você não fez nada e ficou só em casa, pode pegar mal e dizer muito sobre seu perfil. Mas se você buscou conhecimento e aperfeiçoamento pode ser decisivo na análise do recrutador.

OPORTUNIDADES

COMPANHIA DOS ESTÁGIOS

Dana
/// A multinacional do setor automotivo busca dois estagiários que estejam no terceiro ano de graduação para trabalhar em Gravataí. Os cursos são Engenharia Mecânica e de Produção.
/// Inscrições: ciadeestagios.com.br/vagas/dana/

Gerdau
/// A siderúrgica Gerdau está buscando 24 universitários em Charqueadas para seu programa de estágios, o G.Start, que estejam cursando Administração, Ciências Contábeis, Economia e engenharias em geral (Ambiental, Automação e Controle, Civil, Elétrica, de Materiais, Metalúrgica, Química, Mecânica e Mecatrônica).
//// O programa conta com uma trilha de aprendizagem com ações práticas, troca de experiências e capacitações teóricas. Ao final do ciclo, de dois anos, há um projeto-desafio.
/// Entre os benefícios estão assistência médica e auxílio medicamento; vale-refeição ou refeitório (a depender da localidade); assistência odontológica; vale transporte e telemedicina (Einstein Conecta).
/// Inscrições: ciadeestagios.com.br/vagas/gerdau/

Corteva
/// A multinacional norte-americana Corteva tem 14 vagas de estágio abertas no Rio Grande do Sul. A empresa é detentora de marcas reconhecidas na agricultura (Pioneer, Granular, Brevant Sementes e produtos de Proteção de Cultivos).
/// O programa visa desenvolver habilidades, conhecimentos e experiências em um ambiente inclusivo e que valoriza as ideias de seus talentos.
/// São 13 vagas para o programa corporativo em Santa Cruz do Sul, para cursos de Administração de Empresas, Comunicação Social, Ciências Contábeis, Direito, Economia, Marketing, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas e/ou Jornalismo.
/// Os estagiários terão treinamentos técnicos e comportamentais, além da oportunidade de conduzir um projeto de melhoria de processos e programas da empresa. O outro estudante fará parte do programa Agro, voltado a estudantes de agronomia e cursos relacionados, e deverá atuar na área de pesquisa.
//// Inscrições: ciadeestagios.com.br/vagas/corteva/

John Deere
/// A empresa global do setor agrícola, com sede nos Estados Unidos, seleciona 17 estudantes em duas cidades do Rio do Sul: Montenegro e Horizontina. Os cursos elegíveis são engenharias e TI.
/// Inscrições: ciadeestagios.com.br/estudantes/

CIEE
/// O estudante pode verificar as vagas e cadastrar seu perfil no portal do Ciee.
/// Para quem precisa de ajuda, as unidades do Ciee estão com atendimento presencial, seguindo as orientações dos municípios.
/// Na unidade, o estudante pode ter apoio no cadastro e conferir as vagas que se encaixam no perfil.
/// Inscrições: cieers.org.br/

Produção: Caroline Tidra 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho  


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros