Após acordo com Ministério Público, Transcal assume linhas da Vicasa em Canoas - Notícias

Versão mobile

 
 

Transporte público15/05/2021 | 05h00Atualizada em 15/05/2021 | 05h00

Após acordo com Ministério Público, Transcal assume linhas da Vicasa em Canoas

Empresa com sede em Cachoeirinha passará a operar linhas metropolitanas da Vicasa, que ligam a Capital e Canoas. Operação inicia na segunda-feira, dia 17

Após acordo com Ministério Público, Transcal assume linhas da Vicasa em Canoas Lauro Alves/Agencia RBS
Empresa opera linhas entre Canoas e Porto Alegre Foto: Lauro Alves / Agencia RBS

A novela entre a Vicasa e a Metroplan teve novos capítulos nesta semana. A empresa que opera linhas metropolitanas entre Canoas, na Região Metropolitana, e Porto Alegre, foi notificada para melhorar serviços e decidiu trazer outra companhia, do mesmo grupo, para operar na cidade. Agora, a Transcal, que tem base em Cachoeirinha, vai migrar também para Canoas. 

Leia mais
Demanda do transporte metropolitano cai 54% entre janeiro e julho de 2020
Metroplan ainda aguarda retorno de Vicasa sobre operação em Canoas
Usuários reclamam de demora excessiva no transporte coletivo de Cachoeirinha

Na mesa de negociações, ainda entraram a Secretaria Estadual de Articulação e Apoio aos Municípios (SAAM) e o Ministério Público de Canoas. Apesar de a Transcal fazer o anúncio na quinta-feira, a decisão só foi oficializada nesta sexta-feira, com a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), entre a empresa e os órgãos estaduais.

Mas, o que isso muda no transporte metropolitano de Canoas? Para os usuários, a mudança será perceptível a partir desta segunda-feira. Atualmente, a Vicasa tem apenas 12 ônibus operando na cidade, deixando de atender diversas linhas. A Transcal deslocará 40 veículos ao longo de "três fases de intervenção", como define o secretário Luiz Carlos Busato, titular da Secretaria Estadual de Articulação e Apoio aos Municípios (SAAM). 

Na primeira etapa, a ser iniciada na segunda, serão quatro linhas retomando a operação por meio da Transcal. As outras duas fases serão nas duas segundas-feiras seguintes, dias 24 e 31, com a Transcal recolocando em funcionamento as linhas de integração, paradas desde o início da pandemia. Essa é a principal demanda de usuários de Canoas, que podem utilizar os itinerários para fazer ligação com o trensurb. Mesmo rodando só dentro de Canoas, essas linhas são consideradas metropolitanas em razão da integração e eram operadas pela Vicasa. Mesmo com a mudança, os valores das tarifas seguem os mesmos. 

Escolha

Vale salientar que a Vicasa não deixará totalmente de operar, seguindo com os 12 coletivos ainda disponíveis em algumas linhas da cidade. E porque a Transcal foi a escolhida? Dentro da notificação enviada pela SAAM no início deste mês, foi oferecido prazo de 15 dias para que a Vicasa apresentasse soluções para melhorar o serviço. A Transcal é uma empresa de mesma propriedade da Vicasa, operando em outra cidade. Por isso, o caminho encontrado foi oferecer ônibus ociosos da Transcal para operar em Canoas. A operação ainda deve resultar na contratação de 65 trabalhadores para a Transcal, segundo a própria empresa informou na quinta-feira.

Como toda essa ação é parte de um TAC sob supervisão do MP, existem prazos para serem cumpridos. Conforme o secretário Busato, serão 45 dias de testes. Caso a melhora seja perceptível e o serviço aprovado pelos usuários, o TAC pode seguir por seis meses, podendo ainda ser prorrogado por tempo indeterminado. Assim, a Transcal seguiria operando em Canoas, praticamente tomando o lugar da Vicasa. Na prática, não há problema, pois são empresas de mesma propriedade. 

Porém, se a intervenção não funcionar, cabe à Metroplan determinar uma empresa para operar de forma provisória na malha daquela região e lançar um novo edital de concessão para o transporte metropolitano de Canoas. 

— Vamos trabalhar para que o serviço prestado seja de qualidade e não tenhamos que partir para essa nova empreitada de lançar uma nova licitação — pontua Busato.

Tema antigo

Os problemas da Vicasa em Canoas não são recentes. Com a chegada da pandemia, o setor de transporte público, que já vinha de anos cambaleantes, foi ainda mais afetado. No caso da Vicasa, a situação tornou-se praticamente insustentável, com uma quantidade de ônibus em condições de rodar menor do que o necessário para a operação completa. Ex-prefeito de Canoas, Busato assumiu a SAAM há pouco mais de um mês e voltou os olhos para o problema já antigo.

— Sei como isso afeta o transporte urbano de Canoas e verificamos como era grande o número de reclamações. Além disso, o serviço está deixando de ser minimamente cumprido. Por isso, notificamos a empresa, dando prazo para que alguma solução fosse apresentada. Trazer a Transcal foi a proposta que conseguimos conciliar nessa conversa com o Ministério Público, formulando o TAC — comemora o secretário.

Resultados da mudanças

Conforme a Transcal, até a implementação das três fases de intervenção, além do acréscimo de 40 veículos, entre os modelos executivos e convencionais, e a contratação de 65 novos colaboradores, a empresa irá assumir um total de 17 linhas. Com a mudança, haverá um aumento de 110% no número de viagens, passando das atuais 244 para 514.

Uma grande vantagem que trará conforto aos usuários é que, para as linhas de integração, serão utilizados veículos da categoria executivo, mas com o preço da passagem dos modelos convencionais. Para as linhas que ligam Canoas à Capital e vice-versa, serão usados veículos da categoria convencional. A empresa ainda está avaliando a possibilidade de aumentar a frequência de viagens diretas entre Porto Alegre e Canoas, sem a utilização da integração. A decisão será tomada depois da análise dos dados estatísticos após o primeiro mês de operação. 

Linhas que a Transcal passa a operar

A partir de 17/05/2021

/// Linha Estância Velha a Porto Alegre
/// Linha Industrial a Porto Alegre
/// Linha Guajuviras a Porto Alegre
/// Linha semidireta Guajuviras a Porto Alegre/Praia de Belas

A partir de 24/05/2021

/// Linhas de Integrações: Estância Velha, Niterói, Barreto, Guajuviras via Boqueirão, Residencial Guajuviras via Avenida Esperança e Hispânica, Santa Maria/Guajuviras.

A partir de 31/05/2021

/// Linhas de Integrações: Mathias Velho, Florianópolis, Harmonia/Mato Grande, Fátima, Igara/Petrobrás/Ozanan.

Leia mais notícias do Diário Gaúcho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros